Talvez você não tenha muito interesse, afinal, quem viaja pra La Paz na Bolívia? Bom, eu viajei e adorei. La Paz é feia, é suja é estranha mas é muito legal, principalmente pra quem vai descansar!

Como chegar a La Paz?

Eu fui de ônibus vindo da cidade de Copacabana, nesse trecho são mais ou menos 3 horas de viagem e você pega até balsa para atravessar o Lago Titicaca. Pra quem prefere ir de avião pode pegar um voo na cidade de Santa Cruz de la Sierra, visto que não há voos diretos do Brasil. De Santa Cruz também tem como ir de ônibus, nesse caso a viagem dura quase 1 dia inteiro.

Primeiras impressões de La Paz

Eu já estava há 24 dias viajando quando cheguei em La Paz, tudo que queria naquela altura do campeonato era um lugar para descansar, quando vi La Paz da janela do ônibus eu pensei; “Em que buraco eu vim parar?”, pois a capital boliviana é realmente um buraco. Eu não sei explicar muito bem, mas você chega em uma parte alta da cidade, como se fosse uma montanha ou um morro bem grande e lá de cima é possível avistar os prédios do centro da cidade lá em baixo e as casas e bairros ficam nos morros ao lado. De começo parece ser feia, ruas apertadas e prédios e casas sem acabamento, mas depois fui descobrindo aos poucos a sua beleza.

La Paz vista lá de cima da montanha

La Paz vista lá de cima da montanha

Ruas de La Paz

Ruas de La Paz

A dificuldade da altitude

Pra quem não sabe La Paz está há 3660 metros de altitude acima do nível do mar, o que torna as coisas um tanto que complicadas por lá, principalmente para quem não é acostumado com o ar rarefeito. Quando eu cheguei lá, apesar de já estar a quase 1 mês em grandes altitudes, tive uma certa dificuldade no começo. Ao chegar eu não tinha reservado nenhum hostel, então começou a saga para encontrar um. A capital tem muitas ladeiras e eu meu amigo praticamente subimos todas durante quase 2 horas atrás de uma hospedagem, todas estavam lotadas. O cansaço bateu forte e a dificuldade de respirar também, é como tentar puxar o ar com todas as suas forças e não conseguir respirá-lo, o esquema era ir parando para descansar até se adaptar.

A cidade é cheia das ladeiras (e gambiarras)

A cidade é cheia das ladeiras (e gambiarras)

O que fazer em La Paz?

Não falta coisas para fazer na capital boliviana. Minha ideia era descansar por lá, até porque eu já estava ficando sem dinheiro. Não tive como fazer os passeios locais mas lá tem muitos, os mais famosos são o Downhill no Coroico e o Tiwanaku. O Downhill ou Estrada da Morte é um passeio que você faz de bicicleta numa estrada cercada de abismos, são 85km de percurso a mais de 4500 metros de altitude com uma decida até os 1200 metros em 5 horas. Já o Tiwanaku são as ruínas de uma cidade inca antiga que fica naquela região, o lugar já é considerado um importante sitio arqueológico pré-colombiano. Todos são muito legais e espero voltar lá para fazer!

Já na própria cidade eu conheci alguns lugares e dá pra fazer tudo a pé mesmo, ajuda a evitar o caótico trânsito da capital. Na cidade você pode conferir a Plaza Murillo. Esta praça é dedicada a Don Domingo Murillo, líder da revolução de 1809. No meio da praça há um monumento que imortaliza a memória dos combatentes mortos na revolução. Lá é como se fosse um dos centros da cidade e a principal praça de La Paz. Nela ficam algumas construções da cidade como o Parlamento da Bolívia e a Catedral da cidade e nas ruas ao lado estão os principais comércios, a principal delas é a Calle Comercio, uma rua apenas de pedestres que tem uma variedade de lojas, fast food locais, restaurantes e até uma feirinha que fica no meio da rua, ela se assemelha muito a Calle Florida em Buenos Aires. Na cidade é possível também conhecer a “Calle de lasBrujas” que é uma rua bem grandona cheia de lojas de todo quanto é tipo e no meio delas é comum ver lojas com artigos de feitiçaria. Um monte de tranqueira, e o que mais chama a atenção são os fetos de Lhamas empanados, algumas coisas são realmente medonhas, mas fora isso as outras lojas são bem legais.

Calle de las Brujas

Calle de las Brujas

Plaza Murillo

Plaza Murillo

Plaza Murillo

Plaza Murillo

Pode ser que a cidade não agrade muitos turistas, La Paz não possui quase nenhuma estrutura, então fica fácil de encontrar lixo no chão, ruas ruins e por ai vai, sem falar também da dificuldade que é para caminhar nas ruas de La Paz por causa da altitude.

Lá foi uma parte do país onde eu vi que a cultura boliviana é mais forte (claro né, a capital) é muito comum ver aquelas mulheres com traços bem indígenas de chapeuzinho, tranças e um vestido grande e colorido carregando alguma criança nas costas, o mesmo vale para os homens e são todos muito parecidos. La Paz com certeza foi uma das cidades mais marcantes que conheci, pode ter todos os defeitos mas é uma cidade bem aconchegante e espero profundamente voltar lá um dia.

Últimos momentos da viagem

Últimos momentos da viagem

Comente pelo Facebook

comentários