0
Shares
Pinterest Google+

Há pouco mais de 15km do centro de Dublin nós podemos encontrar a cidade de Malahide que fica localizada no condado de Fingal. É uma cidade pequena, mas bem aconchegante e que atrai muitos turistas que visitam Dublin, por ser um lugar onde você pode encontrar desde Castelo até “praia”.

Como chegar até Malahide?

Existem duas formas para se chegar até lá que são ônibus ou trem. De ônibus você pode pegar a linha 32 que sai da Talbot Street em Dublin e vai direto para Malahide num percurso de cerca de 40 minutos. Já ir de trem é a forma mais convencional. Você pode pegar o trem na Connolly Station em Dublin para Malahide num valor de €6,00 ida e volta.

Sobre a cidade

Como disse Malahide é bem pequena e você percebe isso ao descer na estação de trem da cidade, minuscula comparada a de Dublin. Andando um pouco podemos chegar ao centro da cidade onde há diversas ruas estreitas e lojinhas dentre restaurantes, cafés, boutiques de moda, pubs além de lojinhas tradicionais locais, tudo dando uma sensação de cidade bem acolhedora. O lugar ainda possui vários campos de golf além de campos de cricket (jogo local), onde podemos apreciar diversas e vastas áreas verdes. Em uma delas está localizado o Malahide Castle que possui também um grande Jardim Botânico.

Malahide Castle & Gardens

Um dos pontos altos da visita a Malahide com certeza é o castelo. Ele fica localizado em uma especie de centro de visitantes imenso, onde há campo de golf e de cricket. Andando um pouco mais podemos chegar há um centro de visitantes onde é vendido a entrada do castelo e do jardim botânico que fica do lado. O ticket que dá acesso aos dois custa apenas €8,00 para estudantes. O jardim em si é bonito, mas não tem nada de mais.

A parte mais interessante mesmo fica por conta do castelo. Ele não fica perto do Jardim Botânico, é preciso caminhar um pouco seguindo as placas de indicação. A entrada no castelo não é livre, são tours guiados, logo é preciso comprar por horário e ficar aguardando na recepção do castelo o seu grupo ser chamado. Dali em diante a guia explica boa parte da história do castelo e nos leva para diversos salões com uma pegada bem medieval. Caso você não fale inglês muito bem, pode solicitar na recepção um “rádio tradutor” que tem fones de ouvido e traduz o que a guia fala em diversas línguas, inclusive português de Portugal.

O castelo foi construído em 1185, tem 830 anos e pertenceu a família Talbot desde sua construção até o ano de 1975 depois que a última geração vendeu o castelo para o governo irlandês. De qualquer forma a construção pertenceu a uma mesma família por 790 anos. Primeiramente passamos por um salão todo revestido em madeira escura, que servia mais ou menos como uma sala ou escritório. Em seguida somos levados em diversos salões que eu não sabia identificar se eram salas ou salas de estar, pois eram extremamente grandes. Uma das que mais me chamou atenção era a sala de jantar, pelo tamanho. Parece que exagero fazia parte daquela família.

Visitamos também os quartos das pessoas que viviam ali e dava para ter uma noção de como as coisas eram, como as roupas, armários, banheiros e brinquedos. Cada cantinho do castelo tem um pouquinho de história e tudo é explicado pela guia. De trás do castelo ainda tem um jardim imenso no qual da para passear e até fazer um pique-nique.

A caminho da “praia”

Saindo do castelo você pode voltar para o centro da cidade para ir a “praia”, se é que podemos chamar assim. Calma, não é que é ruim, mas sabe como é né, Irlanda, ou seja, difícil que em ao menos 1 momento do dia não chova. Caminhando pela orla de Malahide podemos chegar até a praia de Portmarnock que é de fácil acesso a pé, por ônibus e também possui estacionamento gratuito para quem vai de carro. Com mais de 2km de extensão a praia de Portmarnock é a principal de Malahide no qual de lá é possível ver Lambay Island, Howth e Ireland Eye. Com areias bem branquinhas na praia é possível tomar um sol (quando tem) e quem sabe dar um mergulho, mas já adianto que a água é super gelada.

Resumindo tudo, acho muito válido inserir Malahide em seu roteiro caso esteja visitando a Irlanda e caso esteja passando por Dublin. É um lugar muito lindo e com uma grande riqueza histórica. Fica a dica!

Comente pelo Facebook

comentários

Post anterior

8 destinos para uma primeira viagem

Próximo post

Entrevista com Bruna Andrade: 3 anos no Iraque

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *