Home»América do Sul»Visitando Machu Picchu

Visitando Machu Picchu

0
Shares
Pinterest Google+

Ir ao Peru e não ir a Machu Picchu não vale, por isso durante minha passagem por lá eu dei um pulinho na cidade Inca.

Machu Picchu é uma cidade pré-colombiana bem conservada, localizada no topo de uma montanha, a 2400 metros de altitude, no vale do rio Urubamba. Foi construída no século XV, sob as ordens de Pachacuti. O local é, provavelmente, o símbolo mais típico do Império Inca, seja pela sua original localização e características geológicas, ou por sua descoberta tardia em 1911. Fui a Machu Picchu em 2011 quando o local completava 100 anos de descoberta e nada melhor do que visitar a cidade no seu centenário.

Como chegar em Machu Picchu?

Só que pra chegar lá não é tão simples assim… Pra quem não sabe Machu Picchu fica numa cadeia de montanhas, no meio do completo nada, a cidade turística mais próxima é Cusco que é um símbolo do movimento Inca e é uma cidade maior que recebe bastante turistas no ano, e uma outra cidade habitada mais próxima é Águas Calientes que fica pertinho e no meio do nada também, só que Águas Calientes é muito pequeno, então é possível chegar lá somente de trem ou a pé realizando trilhas no meio das montanhas. O ponto de partida principal é a Cidade de Cusco, aonde tem 3 opções para se chegar lá, a 1ª é de Trem que é caro, a 2ª é pela Trilha Inca, que você paga uns 500 reais e passa 5 dias fazendo a trilha que os antigos Incas faziam, e a 3ª é a forma mochileiro e mais barata de ir (fiz um post exclusivo sobre essa forma) que é pegar um ônibus de Cusco até Santa Maria, de lá pegar uma Van até a Hidrelétrica local e de lá caminhar 2 horas até Águas Calientes, forma barata e legal também, uma aventura.

A forma mochileira ao todo tem uma duração de 5 a 6 horas, você pode comprar passagens no terminal terrestre de Cusco até Santa Maria, daí você vai pegar um ônibus um tanto não confortável e depois de algumas horas nas loucas estradas peruanas você chegará até Santa Maria aonde pode pegar uma van até a Hidrelétrica, e lá encontrará uma trilha que levará até Águas Calientes. A vale lembrar que você já deve ter os bilhetes de entrada em mãos antes de chegar lá, confira aqui como comprá-los.

Como subir a Machu Picchu?

Para entrar em Machu Picchu é claro que é necessário comprar uma entrada e ela pode ser adquirida ainda em Cusco onde tem várias agências que vendem ou na cidade de Aguas Calientes a mais próxima de Machu Picchu, na época a minha entrada saiu por S/.160,00 ou R$122,00.

Águas Calientes é a cidadezinha povoada mais perto de Machu Picchu, ela fica no meio do nada, lá só se chegas em uma das 3 formas que eu falei, carro não vai pra lá até porque estragaria toda forma de ganhar dinheiro deles. Bom já estamos em Águas Calientes, agora falta subir a Machu Picchu, para subir lá tem duas formas uma é de ônibus que sai todos os dias a partir das 5 da manhã e a outra é a pé, muito sofrido aquela subida, de ônibus já cansa, imagine a pé, fomos de ônibus mesmo, 15 dólares, acordamos as 4 da manhã e fomos para fila e depois de uma longa subida em curvas nó finalmente chegamos a cidade Inca.

A Cidade Inca

Chegamos lá ainda escuro e com uma grande fila, pois existem pessoas que vão a pé e chegam bem mais cedo. O Machu Picchu impressionante, não é atoa que é considerado uma das 7 maravilhas do mundo. É um lugar sereno, pra pensar e refletir, você olha todas aquelas construções e é questionante, como levantaram pedras imensas a mais de 2 mil metros de altitude sem nenhuma maquina, é como perguntar como construíram as pirâmides do Egito. Por ficar muito alto, temos uma visão privilegiada de tudo, dos picos nevados ao fundo, do nascer do sol e seus raios cortando as sombras das montanhas. Logo após passar a entrada já vem uma grande escadaria e ai começa o exercício de glúteos (risos). É muita escada mesmo, por isso aconselho ir com um calçado bem confortável.

Quando o Sol nasce é lindo, porque ilumina tudo e dá uma sensação muito boa. Caminhar em Machu Picchu é um pouco desgastante, a altitude complica nossa respiração, e são muitos degraus de pedras enormes lá, então digamos que você sai de lá com suas pernas torneadas, é uma academia ao ar livre. A dimensão da área é enorme, então você pode andar por lá por longas horas e nem perceber. Todo o lugar é gramado e em determinados lugares você pode parar pra descansar um pouco. Não existe tempo limite para ficar lá, depois que você entrar pode ficar até fechar, porém para entrar já existe uma quantia máxima de pessoas, 200 na parte da manhã e 200 na parte da tarde, logo é bom ir na parte da manhã para garantir uma vaga.

Acho que é um local que todo mundo deveria conhecer alguma vez na vida, é um local imponente, grandioso e mostra como nós somos tão pequenos nesse mundão ai afora. Mas também não aconselho ir esperando muito do local, existe gosto pra tudo nesse mundo, Machu Picchu é um local aonde somente tem Pedra e Grama, então pode ser que algumas pessoas não gostem muito por isso, porém vale muito, muito a pena visitar, são valores que você agrega, culturas que você adquire, coisa que escola, aula de geografia nenhuma nesse mundo pode passar pra você, só aprende quem quer. Simplesmente único no mundo.

Machu Picchu é um lugar muito mais visual do que descritivo, então não há muito o que falar da Cidade Inca, é preciso estar lá pra sentir.

Comente pelo Facebook

comentários

Post anterior

Planejamento Patagônia 2013

Próximo post

Catamarã em Angra dos Reis

25 Comments

  1. Débora
    25 de abril de 2013 at 17:36 — Responder

    Oi Léo! Tu viu que seu blog foi indicado no Andarilhos do Mundo?? Justamente neste post.

    Parabéns, “maluco”. kkkkkkkkk

    • Tô Longe de Casa
      26 de abril de 2013 at 13:51 — Responder

      Haha eu vi!! Demais!! Valeu por avisar!!

  2. […] Machu Picchu […]

  3. Deilson Cerqueira
    27 de maio de 2013 at 13:14 — Responder

    hey, tudo bem ? realmente curti o seu blog,
    bom gostaria de tirar uma duvida quanto tempo leva para saindo de Cusco ate machu picchu?

    • Tô Longe de Casa
      9 de junho de 2013 at 00:32 — Responder

      Olá Deilson, desculpe a demora em responder! Bom, da maneira que fui levou 6 horas de ônibus, 1 hora de van e 2 horas de caminhada, totalizando ai 9 horas.

      • Deilson
        18 de junho de 2013 at 20:54 — Responder

        relaxa,valew por ter respondido,
        cara estou indo fazer tudo isso sozinho, bom estava contando com uma outra pessoa, infelizmente ela nao podera ir, voce acha que tem algum perigo em ir sozinho ? que e loucura eu sei !
        os onibus e vans tem horarios certos ?
        Obrigado man !

    • Tô Longe de Casa
      22 de junho de 2013 at 12:32 — Responder

      Não tem problema nenhum ir sozinho.. é só ficar atento, geralmente tem muita gente q faz esse caminho!

      O ônibus de Cusco tem até horários certos pra sair já as vans só saem quando lotam sua capacidade!

      • Deilson
        26 de junho de 2013 at 22:27 — Responder

        se caso eu nao encontrar alguem para estar me acompanhando , voce acha que e facil achar todas as trilhas,sem perigo de se perder? bom cara estou fazendo estas perguntas porque preciso saber um pouco de quem ja passou por essa experiencia,e pelo fato de estar viajando literalmente sozinho sem pagar todos os meus tours. bem uma loucura , enfim me desculpe por estar te enchendo o saco, mais suas respostas estao sendo MUITO util. Obrigado

    • Tô Longe de Casa
      27 de junho de 2013 at 16:53 — Responder

      Imagina Deilson, não está enchendo o saco!

      Bom, é relativamente fácil, a parte do ônibus e das vans é tranquila, só no começo da caminhada na trilha que não tem uma boa sinalização, mas tem um pequeno comercio ali perto e uma estação de trem, as pessoas podem te indicar a o começo da trilha que na verdade é sobre os trilhos do trem, seguindo os trilhos não tem erro, vc sai em Águas Calientes!

      Fiz um post aqui no blog só sobre esse trajeto “Machu Picchu por Santa Teresa”, só olhar na página inicial que vc encontra, talvez esclareça mais!

      • Deilson
        6 de julho de 2013 at 13:27 — Responder

        pow valew mesmo, esta sendo muito util
        apenas uma ultima pergunta, estou indo para Colombia ,Peru Bolivia,
        voce acha que devo agendar alguns hostels antecipado ou sai o mesmo preco eu chegando nos tres paises e pagar entrando diretamente ?
        Valew

    • Tô Longe de Casa
      6 de julho de 2013 at 19:55 — Responder

      Vai depender muito do país e da sua disposição hein ir atrás de um!

      Na Bolívia e Peru eu não reservei nada, mas demorei a encontrar hostels com vaga. Já na Argentina fiz todas minhas reservas e não tive problema!

      O ruim de reservar tudo antes é que engessa sua viagem e caso vc queira ficar 1 dia a mais ou a menos vai ser mais burocrático. Tente reservar as 3 primeiras cidades e o resto vc vai vendo no decorrer da viagem.

  4. Deilson Cerqueira
    27 de maio de 2013 at 13:41 — Responder

    Bom, e como voce fez para voltar de Machu Pichu ?

    • Tô Longe de Casa
      9 de junho de 2013 at 00:33 — Responder

      Tem como voltar de Trem ou do mesmo jeito da ida, caminhando pelos trilhos do trem, pegar a van e depois o ônibus até Cusco.

  5. Davi Theodoro da Costa
    27 de julho de 2013 at 18:47 — Responder

    A cidade é Santa Maria ou Santa Teresa?

    • Tô Longe de Casa
      27 de julho de 2013 at 21:20 — Responder

      Oi Davi, são as duas na verdade, assim que se chega a Santa Maria vc pode pegar a van para a hidrelétrica e nesse trajeto se passa por Santa Teresa!

      Existem vans q vão direto a hidrelétrica e vans q vão a Santa Teresa e de lá tem que pegar outra até a hidrelétrica!

  6. Luisa Copetti
    6 de agosto de 2013 at 22:46 — Responder

    Quanto custou pra você mais ou menos toda a viagem?

    • Leonardo Lima
      7 de agosto de 2013 at 13:00 — Responder

      Luisa, na época eu fiz Bolívia, Chile e Peru com R$2400 no bolso por 30 dias!

      • Luisa Copetti
        10 de agosto de 2013 at 18:47 — Responder

        uoou, pois é espero gastar em mais ou menos isso também.. valeeu!

  7. Renízia Medeiros
    4 de setembro de 2013 at 17:12 — Responder

    Parabéns. gostei muito do blog, ótimas informações. 🙂

  8. Isis faria
    29 de janeiro de 2014 at 15:45 — Responder

    Olá, Adorei o seu blog Parabéns.
    quero fazer Bolívia, Peru e Chile, com 3.000,00, vc acha que dar?
    E vou sozinha vc acha perigoso, ou se lembra de ver alguma mochileira por la sozinha???

    bjs

    • 3 de fevereiro de 2014 at 23:43 — Responder

      Olá Isis!! R$3.000,00 dá e sobra! Pode ir tranquila, sozinha vc nunca estará porque com certeza vai conhecer muita gente pelo caminho!

  9. Marcela
    27 de maio de 2014 at 15:16 — Responder

    Oie… Estava pensando em fazer a trilha inca. Vc ouviu falar dela por la, alguém q fez, se gostou ou não. Mas esta mt difícil reservar, será q se não conseguir reservar vou gostar dessa trilha da hidrelétrica, é tão bonita qt a inca?

    • 27 de maio de 2014 at 22:30 — Responder

      Oi Marcela, a Trilha Inca deve ser muito maneiro, o motivo pelo qual não a fiz foi pela falta de grana. Um amigo meu que foi na época fechou o pacote lá no Peru mesmo e a fez, ele disse que gostou bastante. Já a trilha da Hidrelétrica não é nada turístico com paisagens belíssimas, é um trecho pra quem quer um caminho barato e “rápido”.

  10. 10 de novembro de 2014 at 23:17 — Responder

    Boa noite Leonardo, eu como peruano gostei muito das suas dicas, voce deveria percorrer todo o nosso país e eu se que vai se agradar mais e ate tlavez nao vai quer voltar rsrsrsrsrs.
    Bom Leonardo eu sou formado em ciencias administrativas e turismo na universidade de Cusco, e já teve essa sorte de morar em Sao Paulo e agora que voltei para o Peru montamos aqui no Peru a nossa operadora de turismo chamada Viagens Machu Picchu, Operadora única e exclusivamente para os brasileiro que desejem conhecer Machu Picchu e Peru.
    Nos da Viagens Machu Picchu sempre estamos dispostos a ajudar a qualquer pessoa sem compromisso de compra e simplesmente queremos que tudos venham e curtam a nossas paisagens.
    Att: Juvenal Rondan

  11. Josimar
    12 de junho de 2015 at 20:32 — Responder

    Ola Leonardo!!

    Primeiramente parabens pelo blog.

    Falar de Peru é certamente falar de Machu Picchu, um lugar incrível, maravilhoso para desfrutar uma e outra vez, nunca deixa de surpreender especialmente por a paz que ele transmite.

    Aqui algumas recomendações interessantes :

    Na medida do possível, evitar visitas com grandes grupos de pessoas pois a sensibilidade do lugar que você está visitando vai se perdendo.

    Quem quer olhar uma imagem mais completa deve subir até Huayna Picchu.

    Faça o pernoite em Aguas Calientes pois poderá estar cedo em Machu Picchu e desfrutar do nascer do sol.

    Muito obrigado…

    *[Comentário editado por conter propaganda]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *