f

Get in on this viral marvel and start spreading that buzz! Buzzy was made for all up and coming modern publishers & magazines!

Fb. In. Tw. Be.

10 lugares que ameaçam mudar ou desaparecer do mapa

A única coisa constante na vida é a mudança, algo que afeta tudo e todos. A gente sabe que no mundo existem lugares incríveis, que sonhamos em conhecer, porém uma centenas deles estão ameaçados por mudanças catastróficas e que podem fazer com que cheguem ao desaparecimento.

Na maior parte dos casos a ação do homem ao meio ambiente é o principal motivo de tantas mudanças. Separamos aqui a baixo uma lista de 10 lugares para visitar antes que desapareçam. Confira!

Alpes Suíços

Sim, os famosos Alpes na Suíça correm o risco de drásticas. As diversas mudanças climáticas na região tem trazido uma séria de desafios para essa cadeia de montanhas. Devido a baixa altitude das montanhas comparadas a outras e o aumento da temperatura, as geleiras alpinas estão derretendo cada vez mais. Desde 1980 os Alpes Suíços já perderam mais de 20% de gelo e a estimativa é que ainda dure mais 40 anos até que ele acabe por completo.

Grande Barreira de Corais

E na costa leste da Austrália está uma das grandes atrações naturais do país, tão grande que é o único tipo de vida que é possível ver do espaço (até o momento), estamos falando da Grande Barreira de Corais com seus 344.400 km². Apesar de grande ela é muito frágil, por isso o aumento da temperatura, índice de poluição das água e a pesca ilegal são apenas alguns dos fatores que estão contribuindo para o fim deste lugar. Estima-se que em menos de 100 anos grandes mudanças já serão visíveis.

Veneza

Imagem: Shutterstock

Imagem: Gorilla Images / Shutterstock

Uma das cidades mais românticas do mundo corre o risco de ser engolida pelas águas do mar e levar para as profundezas toda a sua rica história. Veneza sempre esteve afundando durante os séculos, estima-se que a cada 5 anos a cidade afunda 1cm, mas de acordo com o Scripps Institution of Oceanography esse processo está 5 vezes mais rápido. O governo italiano construiu diques de aço para combater as grandes marés. Nos últimos 100 anos a cidade afundou 22cm e a estimativa é que em 40 anos a situação esteja pior.

Mar Morto

O Mar Morto é conhecido por todos por ser um lugar onde não há vida e onde nada afunda devido a quantidade de sal encontrado no lugar, mas em alguns anos ele pode fazer jus ao nome morto. A cada ano o lago perde cerca de 1 metro no nível de água, pois alguns países estão drenando o local. Estima-se que em 50 anos ele já estará seco caso a drenagem de água continue.

Madagascar

A ilha africana é um país com uma rica biodiversidade. O lugar conta com raríssimas espécies de animais e plantas que só vivem naquela região, mas o desmatamento descontrolado, queimadas e caça ilegal excessiva recorrente no país está acabando com tudo isso e podendo levar alguns animais a extinção. Caso esses ocorridos persistam o aspecto da ilha pode mudar em menos de 35 anos.

Antártica

O continente branco é um dos que mais vem sofrendo com os efeitos climáticos no mundo. O lugar vem se aquecendo mais rápido do qualquer outra região do planeta terra, causando o degelo da parte que se estende para fora do circulo antártico. Isso teria causando o desaparecimento de uma colônia de pinguins imperadores da região e contribuindo para a elevação dos oceanos.

Maldivas

Imagem: Shutterstock

Imagem: Chumash Maxim / Shutterstock

As ilhas tropicais com praias paradisíacas também correm o risco de desaparecer sobre as águas em alguns anos. As Maldivas é um dos países com a mais baixa altitude em relação ao nível do mar, de apenas 90cm. Se o nível dos oceanos continuar a subir, em menos de 100 anos todas as 1.200 ilhas podem ficar submersas.

Taj Mahal

O ícone cultural indiano que levou mais de 26 anos para ficar pronto e que possui mais de 300 anos também está na lista negra de lugares em risco. O Taj Mahal vem sofrendo com os altos índices de poluição graças ao crescimento da industria indiana. A poluição está afetando a edificação do lugar, as tentativas de restauração não foram bem sucedidas. Continuando dessa forma o Taj Mahal teria apenas mais 5 anos até fechar as portas para os turistas.

Kilimanjaro

O Monte Kilimanjaro é a montanha mais alta do continente africano. Obviamente uma montanha desse tamanho não corre o risco de desaparecer, mas suas características podem mudar muito. O gelo que cobre o cume da montanha pode sumir em alguns anos. Alguns levantamentos revelam que já houve mais de 80% de degelo da montanha e o resto desaparecerá em poucas décadas.

Holanda

Um dos problemas na Holanda é que 27% do território do país está localizada a 1 metro abaixo do nível do mar e é nessa região que está localizada mais de 60% da população do país. Diques e moinhos são implantados a fim de drenar a água que pode invadir as cidades costeiras. Esse é um dos assuntos que ainda preocupam o governo holandês.

Infelizmente a realidade é essa, em menos de 100 anos já teremos diversos lugares do mundo alterados e extintos. Então, vamos conhecer enquanto ainda há tempo?

Imagens: Shutterstock

Comente pelo Facebook

comentários

Post tags:

Olá! Meu nome é Leonardo, tenho 29 anos, sou de Brasília - DF, mas moro na Europa há mais de 4 anos. O desejo de viajar somou com uma frustração que aconteceu e me fez sair do Brasil. Eu amo viajar, conhecer lugares, pessoas e culturas, tanto que resolvi criar o blog Tô Longe de Casa para poder compartilhar com as pessoas todas essas minhas experiências pelo mundo.

Comentários
Postar um comentário

You don't have permission to register