f

Get in on this viral marvel and start spreading that buzz! Buzzy was made for all up and coming modern publishers & magazines!

Fb. In. Tw. Be.

Na América, comendo como os americanos

A melhor coisa de viajar para o exterior é poder se inserir nos hábitos locais. Quando em Roma, como os romanos. Quando na América, o melhor é cair de boca.

E nada mais americano que sanduíches com hambúrguer e muito bacon. Em Atlanta, você pode amarelar no Vortex Bar & Grill. Eles chamam um sanduíche de double coronary bypass (é o nome de uma cirurgia cardíaca!).

Quando você ler o cardápio vai perceber que o sanduba tem quase duas mil calorias, três hambúrgueres de contrafilé, três porções de bacon, dois pães grelhados, duas porções de queijo quente. É tanto ingrediente que você acaba nem lembrando de todos.

Enfie o pé na jaca nos passeios em San Francisco. Essa cidade tem uma série de opções de dinners, food trucks e lanchonetes especializadas em hambúrgueres (alguns gigantescos) por todos os cantos. Daqueles que se vêm nos seriados e filmes de Hollywood. Alguns sandubas são capazes de alimentar tranquilamente duas pessoas. Nada daquelas porções muquiranas dos pratos franceses. E o preço, certamente, é muito menor que o dos restaurantes chiques.

Uma dica para economizar ainda mais é comprar o CityPass, uma espécie de bilhete único que assegura preço mais baixo no transporte e nas visitas das atrações turísticas. O passe tem convênio com os food outlets (lojas que vendem comida mais barata) e garante descontos na alimentação.

O negócio é esquecer a dieta e as preocupações com colesterol fora da mala e só voltar a pensar nisso no retorno ao Brasil.

As comidas mais malucas dos estados unidos – An infographic by the team at CityPass

Este é um post patrocinado

Comente pelo Facebook

comentários

Post tags:

Olá! Meu nome é Leonardo, tenho 29 anos, sou de Brasília - DF, mas moro na Europa há mais de 4 anos. O desejo de viajar somou com uma frustração que aconteceu e me fez sair do Brasil. Eu amo viajar, conhecer lugares, pessoas e culturas, tanto que resolvi criar o blog Tô Longe de Casa para poder compartilhar com as pessoas todas essas minhas experiências pelo mundo.

Postar um comentário

You don't have permission to register