Home»América do Sul»Brasil»Turistando no Rio de Janeiro

Turistando no Rio de Janeiro

0
Shares
Pinterest Google+

Dentre essas andanças que tive por ai eu também dei uma rápida passada na Cidade Maravilhosa, porém a vibe dessa viagem foi um pouco diferente, acho que foi uma das que mais gastei pela quantidade de festas que fui mas valeu a pena. Estive lá em Março de 2012.

Chegando no Rio

Para o Rio eu fui com uns amigos que fiz um mochilão pela América do Sul, além deles foram mais algumas pessoas. A ida pra lá começou bem, com uma super promoção no valor de R$ 179,00 ida e volta desde Brasília. A chegada no Galeão foi bem tranquila, mas como todo mundo sabe o Galeão fica longe pra caramba do centro do Rio e um táxi ali não sai por menos de R$ 80,00, o jeito então foi ir de ônibus, mas não o público, era um ônibus executivo, ele sai do Aeroporto do Galeão em diversos horários e roda o Rio de Janeiro passando por lugares como o Aeroporto Santos Dumont e as orlas de Copacabana e Ipanema, são diversas paradas e você desce no lugar que ficar melhor pra você, esse ônibus custa R$12,00 o bilhete e é vendido em um guichê do lado de fora do aeroporto do Galeão. Nesse primeiro dia ainda deu tempo de fazer uma visitinha a praia e tomar uma cerveja com os amigos.

Turistando no Rio de Janeiro (1) Turistando no Rio de Janeiro (2)

Hostel no Rio de Janeiro

A procura por Hostel lá não foi fácil, apesar de termos ido depois do carnaval, todos ainda pareciam lotados, foram diversas ligações para reservar um e quando chegamos lá acabamos indo parar em um muquifo lá em Copacabana. Não dava pra ficar ali, o lugar tinha muito cara de “Albergue – O Filme”, dai fomos dar uma volta ali em Copacabana até que encontramos o El Misti Hostel, um ambiente totalmente diferente. O hostel fica na Rua Tonelero com a Rua Siqueira Campos em Copacabana, consegui lá um valor de R$45,00 em um quarto compartilhado com 6 camas com banheiro dentro e café da manhã. O hostel em si é muito bom e tranquilo, tinha vários gringos, todos bem animados, não tive nada do que reclamar. Chegamos lá já ganhando uma dose de caipirinha na recepção.

Passeios no Rio de Janeiro

Fui bem turistão no Rio, então fiz poucas coisas por conta própria. Boa parte dos passeios lá eu contratei um pacote que já nos levava em diversos lugares. Olhando pelo custo x benefício x tempo que levaríamos para fazer tudo de ônibus o pacote saiu bem em conta. Ele nós compramos no Brazuca’s Hostel, lá eles ofereciam diversos tours pela cidade em diversos preços terceirizados por outra empresa. Compramos um City Tour no Rio que custava R$160,00, nele era incluso visita ao Cristo, Pão de Açúcar, Floresta da Tijuca, Maracanã, Sambódromo, Bairro Santa Teresa, Catedral e Almoço no “Gril In” e também compramos um Full Day em Angra dos Reis por R$140,00. Os valores são tentadores mas é bom pesquisar, alguns dias depois minha irmã foi ao Rio e comprou os mesmo passeios direto em uma agência de turismo pagando bem menos, só pra constar, o de Angra dos Reis ela comprou por R$ 90,00, então fica a dica!

Marcamos o dia que queríamos ir e na data e horário combinados estava a nossa guia nos esperando, ela era bem doidona e animada. Nesse dia demos a maior volta no Rio, o dia estava instável, hora fazia sol, hora nublava. Começamos indo ao Corcovado, sei que as filas lá são gigantes, mas nós nem pegamos, a guia desceu, trouxe os bilhetes e rapidamente já estávamos no Cristo Redentor. O Cristo é sensacional, achei que fosse maior, mas é bonito, tava meio encoberto de nuvens mas às vezes o tempo abria rapidão e era a chance de tirar uma foto. Lá tem toda uma estrutura, com escadas, elevadores lojinhas de souvenir e tudo mais. A visão lá de cima é incrível e vale muito a pena.

Turistando no Rio de Janeiro (15) Turistando no Rio de Janeiro (16) Turistando no Rio de Janeiro (18)

Dali nós visitamos também a Catedral, Sambódromo e o Maracanã, desses a Catedral é a única que salva pois é gigante e linda, o Maracanã estava fechado pra reforma e o Sambódromo é apenas uma grande pista branca, não me surpreendeu muito. Nesse percurso a gente também passa por uma favela, o que é algo muito diferente, pelo menos onde eu moro não tem, então apesar de ser feio esteticamente, é bonito.

Turistando no Rio de Janeiro (6) Turistando no Rio de Janeiro (7)

Após muito andar era hora de parar para comer e aquela comida estava uma delícia. Fomos ao restaurante “Gril In”, já estava incluso no pacote e podia comer quantas vezes quisesse, tinha tudo o que você pensar lá só pagava a bebida, e pode ter certeza, eu me esbaldei ali, ôô comida gostosa. De lá partimos para o Pão de Açúcar que também foi muito legal. Lá tem muita gente, então às vezes pode ser demorado pra entrar no bondinho, mas é muito legal. O bondinho, parece pequeno pela TV, mas é grande e cabe muita gente, a dica é ficar perto das janelas e aproveitar o máximo, pois ele vai meio rápido. Lá em cima tem tipo um museu, onde mostra a construção do lugar e a história também. Conforme passávamos pelas ruas mais importantes a nossa guia dava algumas explicações em inglês, português e espanhol, e na verdade parecia que ela estava bêbada pois sempre falava enrolado e bebia algo misterioso em uma garrafinha de metal, arriscou até uns passinhos de “Eu quero Tchu, eu quero Tcha”.

Turistando no Rio de Janeiro (9) Turistando no Rio de Janeiro (10)

Em um outro dia e fora do pacote, nós pegamos um ônibus em Copacabana (não me pergunte a linha pois não lembro) e fomos até o Jardim Botânico, aquele bonitão que passa nas novelas. O lugar é gigante e muito bonito, tem árvores e flores de todos os tamanhos e espécies, além de fontes, lagos, aves e peixes, a entrada estava custando na época apenas R$7,00 e vale a pena uma visita.

Turistando no Rio de Janeiro (12) Turistando no Rio de Janeiro (13)

Praias? Nem rolou. Toda vez que inventávamos de ir pra praia o tempo nublava e começava a garoar. A gente chegou a ir, mas nem aproveitamos muito.

Festas no Rio de Janeiro

Como disse lá no começo do post, essa viagem teve uma vibe diferente das que costumo fazer, ao invés de trilhas e camping eu fui em muitas festas, o que me deu um preju danado.

A primeira festa que fui foi na Rio Scenarium. A casa fica um pouco acima dos Arcos da Lapa e rachamos um táxi pra lá. A casa é muito boa, tem vários ambientes que tocam diversos tipos de músicas, tem pra todos os gostos. A casa tem valores bem acessíveis, mas sabe como é né, depois de umas e outras a agente vai entornando e no fim a conta foi alta.

Fui também na Rio 40º, fica perto da Rio Scenarium. Nessa noite nós fomos de ônibus e foi bem tranquilo. Bom, a casa lá tem apenas um ambiente, samba e sertanejo. Não é o meu estilo de música preferido, por isso curti pouco, mas em um outro andar tem mesas de sinuca pro pessoal jogar e se distrair. Quem tava se apresentando lá era o Carlinhos de Jesus

A essa altura já tinha gastado o que não podia e prometi que não ia mais sair, algumas horas depois me vi na Barra da Tijuca em outra festa. Não lembro o nome da boate, mas era péssima, o povo esbarrava muito na gente e não respeitava, pra completar que se apresentou foi o Naldo. Bah, mas tudo bem, não fiquei muito tempo lá pois no outro dia ia pular de Asa Delta na Pedra Bonita.

Turistando no Rio de Janeiro (3) Turistando no Rio de Janeiro (17)

Apesar de ter desembolsado mais de R$1200,00 em apenas 4 dias, o que vai contra todos os meus princípios mochileiros, eu curti muito o Rio de Janeiro e quem sabe um dia volte para aproveitar mais.

Comente pelo Facebook

comentários

Post anterior

Será que sou doente?

Próximo post

Visitando o Glaciar Perito Moreno

15 Comments

  1. Henrique
    7 de outubro de 2013 at 09:37 — Responder

    Gostei da sua aventura na Cidade Maravilhosa, quando vier numa próxima vez eu te ajudo em fazer um bom roteiro, e o Jardim Botânico e realmente espetacular.

    • Leonardo Lima
      7 de outubro de 2013 at 13:52 — Responder

      Valeu Henrique! Obrigado pelo convite!

      • Nalu
        27 de outubro de 2013 at 15:14 — Responder

        O Rio de Janeiro é encantador, mas caro. Da proxima vez procure por albergues em outros bairros, como Flamengo, Botafogo que ainda são na zona sul e mais baratos. Albergues na Lapa também são uma boa pedida.

    • Jani
      28 de dezembro de 2016 at 13:13 — Responder

      Estou indo em fevereiro , aceito ajuda e dicas 🙂

  2. Luciano
    9 de fevereiro de 2014 at 11:28 — Responder

    Olá, obrigada pelas dicas! Você sabe em qual agência turística sua irmã comprou os pacotes de city tour?
    Abraços.

    • 16 de fevereiro de 2014 at 01:17 — Responder

      Oi Luciano, não tenho o nome da empresa que ela foi, mas vale uma pesquisada de preços quando chegar ao Rio, dá pra achar bem mais barato!

  3. Ana Paula
    7 de abril de 2014 at 11:13 — Responder

    Bom dia,
    Com qual empresa você fez o city tour?

    • 7 de abril de 2014 at 21:29 — Responder

      Oi Ana, não me lembro do nome da empresa, mas comprei o tour no Brazuca’s Hostel!

  4. Cristiane
    27 de maio de 2015 at 12:33 — Responder

    Olá! Você acha que valeu a pena o dia em angra? Dá pra aproveitar?

    • 28 de maio de 2015 at 08:42 — Responder

      Oi Cristiane! O meio foi meio zoado porque o tempo ficou nublado o dia todo, mas vale o passeio sim. Inclusive tenho um relato pequeno sobre Angra, coloca na busca do site que você acha! 😉

  5. Julyana
    8 de junho de 2015 at 13:31 — Responder

    sobre o vôo de asa delta ,por quanto saiu ? e aonde foi ?

  6. 12 de dezembro de 2015 at 18:56 — Responder

    Olá muito legal sua aventura.Sou Guia de turismo aqui no Rio e se alguém precisar de alguma ajuda estou a dispor com um preço bom
    Saudações Cariocas

    • Celia
      3 de janeiro de 2016 at 17:06 — Responder

      Vc pode me indicar alguem?

  7. Celia
    3 de janeiro de 2016 at 17:06 — Responder

    Estou indo pro Rio dia 18 quero saber se alguem pode me ajudar com alguma empresa para passeio em Angra com preço acessivel…

    • 14 de outubro de 2016 at 22:03 — Responder

      Oi Celia, eu indico a S2RIO ou a Adventure Boat, trabalho como Guia para eles e o passeio é sempre muito elogiado =]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *