Inicio »América do Sul»Brasil»Uma visita a Vitória

Uma visita a Vitória

0
Shares
Pinterest Google+

E lá estava eu na terrinha capixaba. Bom, pra falar da ida até Vitória no Espírito Santo é preciso voltar alguns anos atrás quando fiz meu primeiro mochilão, nele eu conheci 3 pessoas que viraram bons amigos a distância, o Jota a Valéria e a Karol (e de brinde a Larissa uma amiga do Jota que conheci através dele). Então em um feriado de 7 de setembro eu fui visitá-los.

A viagem a Vitória não foi aquela viagem de turismo, pois como eu estava na companhia de quem já morava lá nem me preocupei muito em pesquisar coisas sobre o local. Levei junto uma amiga minha, a Tuane. Não tivemos gastos com hospedagem pois ficamos na casa da Larissa. Foram apenas 4 dias, mas deu pra conhecer um pouquinho da capital capixaba. Vitória em si não é nem muito quente e nem muito fria, é refrescante. Tem diversas praias, porém nem tão boas para entrar, mas a orla do bairro do Jardim da Penha que foi onde fiquei é bem bonita.

O que fazer em Vitória?

Assim que chegamos em Vitória o Jota e a Larissa nos buscaram no aeroporto e nos levaram para conhecer um pouco da cidade, em especial o Convento da Penha, um dos cartões postais de Vitória. O convento foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 1943. O lugar tem um fluxo bem grande de turistas e não paga nada pra visitar. O convento fica em um grande morro, cerca de 154 metros de altura. Na entrada existem 2 caminhos para subir, o normal pela qual a maioria vai e uma outra em que fomos que é um caminho antigo feito com pedra sabão pelos escravos da época, são cerda de 800 metros de caminhada para subir os 154 metros de altura do morro. O Convento da Penha é um dos santuários mais antigos do Brasil e do Espírito Santo e suas obras tiveram inicio em 1558 pelo espanhol Frei Pedro Palácios encomendou de Lisboa uma imagem de Nossa Senhora, que daria origem ao culto a Nossa Senhora da Penha. É possível também subir as escadarias e entrar lá dentro da construção, que é toda revertida de madeira com vários quadros e esculturas, bem bacana. Lá de cima se tem toda uma visão privilegiada da cidade, de um lado a ilha de Vitória e a 3ª Ponte e do outro Vila Velha. E um detalhe bem interessante mesmo é que lá em cima venta pra cacet* ops. Pra chegar lá você pode pegar a linha 507 da Transcol que passa na Orla de Camburi no Jardim da Penha e vai até Vila Velha, o ponto exato para descer não me lembro, mas tem que caminhar um pouco até a entrada, nesse caso pergunte ao cobrador.

Outro lugar interessante que você pode ir é na Fábrica de Chocolates da Garoto, isso mesmo. Lá na fábrica você pode marcar visitas internas para ver o procedimento de criação dos chocolates. A parte legal é que você pode comer quanto chocolate quiser, mas não pode beber água. A fábrica fica em Vila Velha, cidade vizinha de Vitória. Pegamos o ônibus e fomos pra lá, e é algo sensacional porque da rua da pra sentir o cheiro de chocolate, serio mesmo, quando descemos do ônibus, há uns 500 metros da fábrica o cheiro de chocolate já era intenso, quando se chega perto então nem se fale, surreal, mas só quem vai sabe como é. Infelizmente não consegui entrar dentro da fábrica pois a agenda estava lotada e não tinha vagas, mas custa R$15,00 a visita interna. Ah e sobre os preços eu não achei nada de tão barato assim, são preços normais como os dos mercados, mas compensa a visita. Para chegar lá você precisa pegar um ônibus até o terminal de Vila Velha e de lá pegar outro que passe em frente a fábrica, não lembro o número da linha, é bom se informar no terminal. Ele é integrado então você não precisa pagar 2 passagens.

Se quiser você também pode ir um pouquinho mais longe e visitar Guarapari, uma cidade vizinha de Vitória e que tem praias belíssimas. Fomos até lá visitar a Valéria e a Karol, pois elas são de Guarapari. Saí um ônibus de meia em meia hora pra Guarapari lá em frente ao Terminal Aquaviário de Vitória na Av. Beira Mar, não lembro bem o valor da passagem mas gira em torno de R$11,00 com a Viação Planeta e a viagem até lá dura umas 2 horas. Chegamos em Guarapari sem maquinas fotográficas, pois por um incidente do destino a câmera do Jota que estávamos usando foi parar dentro da maquina de lavar e eu esqueci a minha na casa da Larissa. Mas Guarapari é muito legal, as praias são realmente bonitas. Lá nós fomos até a casa da Karol, a mãe dela tinha preparado uma tipica Moqueca Capixaba.. uma delícia gente, vale a pena provar.

Baladas em Vitória

Prefere a noite? Bom, lá em Vitória tem algumas baladinhas também. Eu conheci duas. A primeira que fui foi no Armazén Choperia não lembro muito bem o bairro que fica mas é perto do aeroporto. A entrada gira em torno de R$40,00 e o preço das bebidas lá dentro são bem acessíveis. A balada é tipo sertanejo sem parar. Não sou muito fã da música e do estilo então fiquei meio decepcionado, mas quem gosta vai se amarrar, o pessoal adorou. Já se você não curte, nem passe perto.

A outra que fui foi a São Firmino, ela fica ali na Reta da Penha, como eles chamam a Av Nossa Senhora da Penha e nessa eu posso garanti, foi uma das melhores festas que conheci, casa cheia, o pessoal super animado, rolava todos os tipos de música e tinha um tal do Black Out, aonde as luzes se apagavam e rolava umas músicas bem animadas. Volta e meia subiam no balcão os funcionários da casa e ficavam dançando animando a galera, nesse dia ficamos até amanhecer e depois que amanheceu pegamos um táxi e fomos ver o sol nascer lá da Praia de Camburi, e claro caímos na água.

Não conheci tudo que Vitória tinha a oferecer, mas aparentou ser uma cidade muito boa e pretendo voltar algum dia para conhecer melhor. Espero que ajude.

Comente pelo Facebook

comentários

Post Anterior

Fogareiro de baixo custo

Próximo Post

Tour no Salar de Uyuni, o maior deserto de sal do mundo

2 Comments

  1. Paula
    21 de outubro de 2014 at 22:49 — Responder

    Olá Leonardo, boa noite. Estou adorando seu blog. Assim como você, adoro viajar. E numa dessas promoções malucas comprei passagem para Vitória. Viajo pra lá no final do mês que vem. Queria ficar em Guarapari, mas vejo poucas opções de pousadas na internet e bem caras. Você teria alguma pra indicar e passeios legais de se fazer por lá? Mas teria que ser passeios que tivesse ônibus pois não iremos com carro. Eu vi que o Parque Estadual Paulo César Vinhas é incrível!! Fiquei muito interessada. Vc sabe dizer se tem ônibus que passe por ali?
    Obrigada..

    • 22 de outubro de 2014 at 01:10 — Responder

      Oi Paula, ainda bem que comentou, aproveitei para atualizar esse post com algumas informações e fotos. Então, fui pra lá mas nem turistei tanto, conheci pouca coisa da capital capixaba, pra te falar a verdade apenas o Convento da Penha praticamente. Infelizmente não serei tão útil, mas aconselho a dar uma pesquisada no http://www.mochileiros.com, lá eles dão muitas dicas! 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *