0
Shares
Pinterest Google+

No mundo atual existem milhões de pontos turísticos ou lugares que merecem um destaque a mais, alguns famosos e conhecidos e outros nem tanto. Já estamos no anos de 2016 e isso significa também que muitos outros já existiram por aqui e que por algum motivo não existem mais ou estão fechados para visitação. Vamos listar aqui em baixo 6 pontos turísticos no mundo que deixaram de existir ou não funcionam mais.

Geleira do Monte Chacaltaya

6 pontos turísticos que não existem mais (6)
Imagem: Shutterstock / Pyty

O Monte Chacaltaya na Bolívia ficou muito conhecido no passado por conter a única estação de esqui do país. O lugar por anos foi um grande ponto turístico da Bolívia, porém com o passar dos anos a temperatura foi mudando e cientistas concluíram que o gelo da montanha estava derretendo. Eles estimaram quem até 2015 não haveria mais neve no local, porém o acontecimento aconteceu um pouco mais cedo, em 2009 já não era mais possível esquiar.

Wedding Cake Rock

Imagem: Marco Arevalo
Imagem: Marco Arevalo

O Wedding Cake Rock (no português Bolo de Casamento de Pedra) foi uma grande atração localizada no Royal National Park na Austrália. Trata-se de uma gigantesca pedra quadrada na ponta de um penhasco onde as pessoas tiravam fotos arriscadas, onde uma pessoa já morreu por queda. Nos último tempos o número de visitas quadruplicou, de 2.000 pessoas por dia para 10.000 pessoas, com isso foi constatado que a pedra ficou frágil e poderia desabar a qualquer momento. Para evitar quaisquer catástrofes uma cerca foi colocada no local evitando que as pessoas chegassem perto.

Sete Quedas do Guaíra

Imagem: Distribuição
Imagem: Distribuição

As Cataratas do Iguaçu não eram as únicas ali na região de Foz do Iguaçu. Na divisa entre o Brasil e o Paraguai existiam as Sete Quedas, um conjunto de cachoeiras localizadas no Rio Parana. Elas não eram tão altas, mas possuíam um poder de vazão muito forte e um barulho ensurdecedor. Porém em 1982 as cachoeiras foram praticamente demolidas para a construção da Usina de Itaipu. Na época as pessoas se reuniram por diversos dias para se despedir das cachoeiras.

Cadeados na Pont des Arts

Imagem: Shutterstock / NigelSpiers
Imagem: Shutterstock / NigelSpiers

Com certeza os cadeados presos a Pont des Arts em Paris eram um simbolo não só da cidade, mas como da França também. Casais apaixonados do mundo inteiro passavam por ali e colocavam cadeados com seus nomes, totalizando mais de 700.000 cadeados pesando juntos mais de 45 toneladas. Tanto cadeado colocou a ponte em risco de desabar, ainda mais quando partes dela começaram a cair no rio. Isso fez com que o governo local retirasse todos os cadeados da ponte e proibisse a colocação com pena de multa caso alguém seja pego colocando.

Wall Gum

Imagem: Shutterstock / f11photo
Imagem: Shutterstock / f11photo

O Wall Gum (em português Muro de Chiclete) fica localizado em Seattle nos Estados Unidos e já tinha ai mais de 20 anos sendo popular no mundo turístico. Diversas pessoas de diversas partes do mundo iam até lá para ver a quantidade de gomas de mascar coloridas e grudadas nas paredes, que querendo ou não formava uma imagem diferente. Porém tanto chiclete foi considerado destrutivo para os tijolos das construções afetadas, então no último ano o governo local decidiu fazer um limpa em tudo.

  • Atualização: Ah, uma leitora que mora em Seattle nos informou que as pessoas voltaram a colocar chiclete no muro novamente e que aos poucos ele vem retornando a ser como era antes!

Sutro Baths

Imagem: Shutterstock / Bertl123
Imagem: Shutterstock / Bertl123

Os Banhos de Sutro foram considerados o maior complexo de natação indoor do mundo. Foi aberto em público de São Francisco em 1896 pelo milhonário Adolph Sutro, que na época era prefeito da cidade. Além das piscinas de água doce o local ainda possuía 7 piscinas de água salgada com diferentes temperaturas e um espaço para até 10 mil pessoas ao mesmo tempo. Porém os negócios não foram e o local vendido. O novo dono até transformou algumas piscinas em pistas de patinação para tentar atrair mais turistas, mas não foi o suficiente. Em 1966 o local foi incendiado e hoje restam apenas as ruínas a beira mar.

E então? O que acharam desses lugares?

Comente pelo Facebook

comentários

Post anterior

Basílica de Sacré-Cœur no alto de Paris

Próximo post

Brasil e Irlanda: Um coração dividido em 2 países

1 Comment

  1. […] que ainda não acabou! Quer saber quais são os outros? Então veja o post completo no Tô Longe de Casa. Aproveite também para nos seguir no Facebook e também no […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *