0
Shares
Pinterest Google+

Zurique? Genebra? Muita gente não sabe, mas a capital da Suíça é Berna, uma cidade muito aconchegante, que nem parece capital com seus poucos mais de 120 mil habitantes. O charme de Berna se dá pela sua história muito bem conservada em cada rua, cada viela, cada escultura. Hoje a gente vai conhecer Berna.

Sobre Berna

A cidade está localizada no Cantão de Berna, um dos 26 Cantões Suíços e que funcionam como unidades independentes e soberanas. O Cantão de Berna é a parte suíça que fala alemão. A Suíça tem 4 idiomas oficiais, são eles o alemão, francês, italiano e romanche.

Para quem não sabe, Berna foi fundada em 1191 por Berthold V, Duque da família real de Zähringen e é considerada uma cidade medieval, bem antiga por sinal, mas que carrega essas características até hoje. Tais características que lhe deram espaço na lista de Patrimônios da Humanidade da UNESCO.

Berna
Uma das ruas de Berna

O que fazer em Berna?

Eu tive 1 dia e meio na cidade. Não foi muito, mas foi o suficiente para conhecer um pouco. A cidade por si só já é uma atração turística, com ruas medievais, praças, fontes e um monte de torres e relógios.

Apreciar o Rio Aare

O Rio Aare é o que corta a cidade e a combinação dele com as pontes que atravessam o rio são de tirar o fôlego de tão bonitas. O rio tem uma extensão de 295km e nasce há 1879 metros de altitude nas montanhas alpinas. A cor da água é impressionante, principalmente no verão. São tons azuis e verdes provenientes do degelo das montanhas, e um detalhe é que o rio é totalmente limpo para um que corta uma capital, quando se chega a sua margem é possível ver o fundo.

Uma visita ao Bear Park

O Urso Pardo é um simbolo de Berna, ele está estampado em cartazes, painéis, bandeiras e claro, tem um que vive na cidade, no que eles chamam de Bärengraben ou Parque dos Ursos. Eu sou totalmente contra esse lance de bicho preso em jaula e também contra esse tipo de turismo, mas pelo que os locais me falaram os ursos são muito bem tratados, porém não justifica estarem presos.

Antes o parque se resumia a um buraco no chão bem pequeno, considerando o tamanho dos ursos e onde eles ficavam presos para observação, porém depois da pressão de populares o parque foi bem ampliado e eles ganharam uma área imensa e de frente para o Rio Aare. Ver os ursos é de graça.

O Parque das Rosas

Na cidade ainda tem um lindo parque conhecido como Rosengarten ou Parque das Rosas que tem uma das mais belas vistas de Berna. A entrada no parque é gratuita e muita gente vai lá para fotografar a cidade. Infelizmente quando passei por lá não haviam rosas, pois era o ápice do verão. Para ver o parque florido o recomendado é ir na primavera.

Se perder pelo centro histórico de Berna

O centro histórico de Berna tem uma pegada bem medieval com ruas de pedras, torres, grandes arcos e muitas construções antigas. Um dos lugares a ser visitado é a Avenida Marketgasse, uma rua bem bonita e aconchegante, cercada de arcos e muitas lojinhas e restaurantes. Perto dali ainda está a casa de Albert Einsten, onde o físico morou e inclusive desenvolveu a teoria da relatividade.

Na rua ainda é possível encontrar um outro ponto turístico que é a Torre do Relógio de Berna. Conhecida também como Zytglogge, a Torre do Relógio possuí o principal relógio da cidade e foi instalado em 1530. É um relógio bem antigo, mas que marca as horas, minutos, segundos, dias e meses e até signos do zodíaco.

Caminhando mais e após cruzar várias ruas com bondinhos você pode chegar até a Casa do Parlamento Suíço. Um prédio que teve em sua construção iniciada em 1852 apenas materiais suíços e que foi inaugurado em 1902. Por trás do prédio há um parque e um mirante para o rio Aare. É possível fazer visitas guiadas por dentro do Parlamento.

Perto dali você ainda pode conhecer a Catedral de Berna, também chamada de Berner Münster. É uma igreja muito antiga feita em um estilo totalmente gótico e toda cheia de detalhes. A igreja levou mais de 400 anos para ser construída, mas pelo visto compensou, pois é muito bela. Só a torre tem mais de 50 metros.

Parque Gurten

Esse é um lugar que eu super recomendo visitar na cidade. Eu mesmo não sabia e quem me levou foi um amigo do Couchsurfing. Gurten é um parque que fica em uma montanha há mais ou menos uns 10 minutos de ônibus do centro de Berna. Chegando na base da montanha você pode subir a pé por cerca de 30 minutos de caminhada ou pegar um bondinho que custa em torno de Fr.10,00 (Cerca de R$40).

Lá no topo há um parque muito extenso, com grama bem verdinha onde famílias e grupos de amigos vão, especialmente no verão para fazer pique-nique, tomar sol tomar ou passar um tempo. Para as crianças há um trenzinho que dá a volta pelo parque e elas podem se divertir nele. Para os adultos há uma espécie de tobogã de metal onde você desce em um carrinho pela montanha, é bem legal e custa em torno de Fr.4,50 (R$20,00).

Em Gurten ainda tem um restaurante com uma das, e se não a, melhor vista de Berna. Uma visão panorâmica de tirar o fôlego.

Como chegar em Berna?

Você pode chegar a capital da Suíça de avião ou trem. O aeroporto da cidade também é conhecido como Aeroporto de Belp e é de pequeno porte, ficando localizado há uns 30 minutos de transporte público até o centro da cidade. Você pode ver mais informações sobre o aeroporto clicando aqui. Outra forma de chegar até lá é de trem, e nada como viajar de trem pela Suíça. A estação de trem fica bem no centro da cidade, perto de tudo. Os trens são extremamente pontuais e bem confortáveis, inclusive nas classes econômicas. Para saber mais você pode acessar o site da empresa suíça de trens SBB clicando aqui.

É caro em Berna?

Não vou mentir, sim é muito caro viajar pela Suíça. Todos os lugares que informei acima são gratuitos, com exceção do bonde em Gurten e do tobogã. Apenas o prato de comida que postei em uma foto ai acima custou cerca de Fr.24,00 que dá mais de R$100,00, um pouco caro para uma salsicha e purê de batatas. Não me hospedei em Hotel ou hostel, pois visando em economizar eu fiz Couchsurfing.

Minha dica é; o que puder fazer para deixar sua viagem mais barata, faça, mas também não se prive de tudo ou não irá curtir.

Comente pelo Facebook

comentários

Post anterior

Tô Longe de Casa #19 | Chernobyl, Ucrânia

Próximo post

Trinity College e a maior biblioteca da Irlanda