Home»Dicas»Como é viajar de trem pela Europa com Eurail?

Como é viajar de trem pela Europa com Eurail?

0
Shares
Pinterest Google+

No Brasil não é muito comum o trem como transporte para viagens, exceto em alguma cidades do sul do país, por isso temos uma certa vontade e curiosidade em saber como é esse tipo de viagem, e se tem um lugar no mundo que há uma certa cobiça em viajar de trem, esse lugar é a Europa. Você pode imaginar como é a experiência em cruzar países distantes passando por lugares incríveis? Bom, eu tive e vou te contar como é.

O passe Eurail

Existem diversas formas de se viajar de trem pela Europa, a primeira seria comprar os tickets direto nas estações de trem, porém dependendo da quantidade de trens que você irá pegar ou da quantidade de dias de viagem pode sair um pouco caro. Uma das melhores opções nesse caso é escolher um Passe Eurail, que dependendo do plano escolhido você pode pegar quantos trens quiser em períodos diferentes de dias. Os planos mais comuns são:

One Country PassSelect PassGlobal Pass
Esse passe te permite viajar dentro de um único país em um período de 1 mês, ou seja, você pode pegar quantos trens quiser dentro desse país durante 1 mês. O valor depende do país, vai de €60 até €175.
Com esse passe você pode viajar por 2, 3 ou 4 países vizinhos, isso significa que tem que haver fronteira entre eles, ou alguma ligação direta. O preço vai variar muito dependendo do país, classe, idade e quantidade de dias que você escolher. Em uma simulação eu escolhi Eslovênia, Itália, Grécia e Espanha para uma pessoa de até 27 anos viajando de 2ª classe com direito a 5 dias em 2 meses e o valor foi de €244.
Ao meu ver este é o melhor. Com o Global Pass você pode ir e vir em qualquer 1 dos 28 países que a Eurail cobre. Os valores mais uma vez vão depender da quantidade de dias que você escolher, idade e classe. Os planos de dias são de 5 e 7 dias dentro de 1 mês, 10 e 15 dias dentro de 2 meses, 15 dias a 90 dias contínuos e os valores vão desde €305 a €1064.

Como eu ia viajar por 1 mês e por vários países eu escolhi o Global Pass pela comodidade

Como adquirir o Passe Eurail?

Você pode fazer todo o pedido online que você recebe o passe na sua casa. Ele possui um ticket principal além de um diário de anotações onde você irá escrever sempre que pegar um trem. Junto com o passe vem também um mapa ferroviário da Europa e também uma cartilha com explicações.

Vale lembrar que existe a Eurail e a Interrail. A Interrail é apenas para quem é Europeu, possui cidadania e tem endereço fixo na Europa. Se você não tem passaporte Europeu você adquire o Eurail e o passe só pode ser entregue em um endereço do país de origem no seu passaporte.

No meu caso eu moro na Irlanda, mas não possuo cidadania Europeia, meu passe foi enviado para o Brasil e de lá foi encaminhado para meu endereço na Irlanda.

Planejando a viagem de trem pela Europa

Primeiro devemos lembrar que a malha ferroviária da Europa é gigante, então é muito fácil você chegar em qualquer cidade, por mais minúscula que seja e sem depender de qualquer tipo de avião para isso.

Montar o roteiro para mim foi bem difícil, eu queria ir para todos os lugares, mas não tinha nem tempo e nem dinheiro suficiente para isso. Levei alguns dias, mas consegui finalizar.

Minha viagem foi pela Suíça, Itália, Eslovênia, Croácia, Alemanha, Holanda e Bélgica por 1 mês. Escolhi esses países fazendo uma rota circular, pois como eu moro na Irlanda teria que escolher um lugar perto e de onde eu conseguisse um voo barato no final.

Reservas!

O seu passe te dá o direito de pegar qualquer trem no país que ele tem cobertura, porém alguns trens de alta velocidade ou noturnos precisam de uma reserva a parte. O valor da reserva vai depender do trecho que será feito e varia entre €11 e €70. As reservas podem ser feitas nos guichês de atendimento ou online no site da Eurail e assim que pagas você recebe na sua casa os tickets de reserva. Aconselho a fazer as reservas com antecedência, pois se deixar para o dia elas podem não estar disponíveis.

Como usar seu Eurail Pass?

Bom, assim  que seu passe chegar você terá uma visão geral dele. O seu passe é todo preenchido por você durante a viagem e não pode ser rasurado de forma alguma, se não pode se tornar inválido. Primeiro de tudo você precisa ativá-lo no primeiro dia de viagem nos guichê de alguma estação de trem. Ao fazer isso o atendente irá preencher o número do seu passaporte, o primeiro e o último dia da sua viagem e depois carimbar o passe.

Com o passe ativo você pode pegar qualquer trem no(s) país(es) que seu passe tem cobertura. Sempre que for pegar um trem você precisa preencher o seu passe em “Travel Calendar” com o dia e o mês da viagem e em “Travel Diary” onde você vai colocar o dia, hora, lugar onde está e destino que está indo. Quando o trem tinha alguma conexão eu preenchia com as conexões. Tudo deve ser preenchido com caneta azul ou preta, nunca lápis.

Você pode entrar direto no trem se se acomodar na classe do seu passe. Caso tenha feito alguma reserva, procure o vagão e o assento informado no ticket.

Uma vez que você está dentro do vagão é só aguardar o agente que checa os tickets, você mostra o seu passe junto com seu passaporte e pronto, só aproveitar sua viagem. Se a estação possui alguma catraca você deve apenas escanear o código de barras que está atrás do passe.

App Rail Planner

Esse foi o aplicativo mais útil na minha viagem, pois ele mostra absolutamente tudo sobre os trens, como horários, dias, reservas e aonde o trem está no momento. As vezes eu tinha planejado pegar o trem em um horário X, mas estava gostando do lugar, dai eu só abria o App para ver os próximos horários e me planejava melhor para o dia.

Como é viajar de trem com o Eurail Pass?

Confesso que no começo eu estava super nervoso pois nunca havia viajado de trem antes. Eu tinha muitas dúvidas, mas toda a equipe da Eurail me ajudou nessa parte.

Meu primeiro destino foi a Suíça com sua malha ferroviária incrível, algo que deve ser um patrimônio da humanidade. Na primeira estação eu fiquei meio perdido, mas depois eu me localizei, pois todas as estações seguem a mesma lógica. Em seguida eu fui para Itália, onde senti a diferença gritante entre a qualidade suíça, mas que também não tive problema.

Depois da Itália eu passei pela Eslovênia e pela Croácia, onde os trens são um pouco mais velhos, vai depender do trecho que você fizer. Um deles eu acreditei ser da época da antiga Iugoslávia. No caminho entre a Croácia e a Alemanha o meu trem foi noturno, então haviam cabines com camas bem confortáveis, porém a experiência de dormir em um trem é a mesma de dormir em um avião, a gente acorda um pouco cansado.

Já na Alemanha eu peguei um trem que foi o melhor de todos, classe executiva extremamente confortável e ainda possuía um Wi-Fi muito rápido que dava até pra assistir um Netflix. Na Holanda e Bélgica foi tudo tranquilo também.

Para mim foi uma experiência inesquecível. Passar 1 mês cruzando a Europa por terra passando por lugares incríveis. Minha sincera opinião é que se você tem a oportunidade de fazer uma viagem desse tipo, faça, pois vale muito a pena.

Comente pelo Facebook

comentários

Post anterior

Os incríveis Lagos de Plitvice na Croácia

Próximo post

O Museu do Sexo em Amsterdam +18

5 Comments

  1. Edna Silva
    4 de agosto de 2017 at 22:21 — Responder

    Oi Leo
    Gostei muito da sua publicação.
    Estou viajando para França (CDG) e gostaria de ir de trem para Madrid depois Portugal ( Faro, Lisboa e Oporto) seguindo após para Viena e finalmente Paris.
    Este passe que vc citou, cobriria estes locais? Tem noção de custo? Pode ser a grosso modo,
    Vc é muito legal!
    Minha neta estudou em Dublin, por um tempo ( ciência sem fronteiras)
    Ela gostou muito! Viajou muito também!
    Um grande abraço
    Edna

    • 5 de agosto de 2017 at 08:36 — Responder

      Olá Edna, tudo bem?
      Então, tem que acessar o site https://www.eurail.com/pt e fazer a combinação de França, Espanha e Portugal e a quantidade de dias!!
      Dá uma olhadinha lá!

  2. 20 de agosto de 2017 at 09:56 — Responder

    Cara, cheguei agora ni blog e to curtindo pakaas!!!

    Eu nao cheguei a viajar pelo EuRail, porque nunca fiz viagens tao longas, mas sempre viajo de trem! Geralmente eu compro no site das propiras cias mesmo.. já fiz Portugal de trem, Espanha, Franca, Italia, Suica.. muito bom!

    Eu add voce nos meus links! =) Dá uma olhada no meu blog tb,! =)

  3. […] O jeito mais rápido e como eu fui foi de trem, uma vez que a estação de Kandersteg é ligada a de Spiez, uma das principais cidades turísticas da Suíça. De trem é possível ir de qualquer lugar da Suíça para Kandersteg. Eu fiz a minha viagem de trem pela Suíça com o passe da EuRail, então eu puder pegar quantos trens eu quisesse sem nenhum problema. Para saber mais sobre a Eurail basta clicar aqui. […]

  4. […] Ir para o castelo pode parecer um pouco confuso, principalmente quando temos que lhe dar com a língua alemã para se orientar, mas para quem fala inglês já ajuda muito. Primeiro de tudo você tem que ir para uma cidadezinha na Bavária chamada de Füssen, a metrópole mais perto de lá é Munique, ou seja, tem que ir para Munique e na estação de trens e pegar o trem que vai em direção a Füssen. A viagem dura em torno de umas 2 horas e meia, mas é bem tranquila de ser feita. Como eu usei o meu Eurail Global Pass eu não precisei ficar comprando passagens de trem a todo instante. Para saber mais sobre o Global Pass da Eurail basta clicar aqui. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *