Home»Europa»O Museu de História Natural em Londres

O Museu de História Natural em Londres

0
Shares
Pinterest Google+

Sempre tive vontade de conhecer aqueles museus gigantes que nem aqueles dos filmes, com esqueletos de dinossauros e várias outras atrações que nos deixam de boca aberta. Quando se fala em Museu de História Natural uma grande referência é o de Nova York, graças ao filme “Uma Noite no Museu”, mas eu venho falar aqui de um outro que eu acho que é tão interessante quanto, estou falando do Museu de História Natural de Londres.

Sobre o Museu de História Natural de Londres

O Museu de História Natural surgiu lá em 1873, quando começou a receber parte de alguns artigos naturais que até então pertenciam ao Museu Britânico. Aos poucos, mais e mais artigos foram chegando, não apenas do Museu Britânico, mas também de outros, como o Museu Geológico também. Com o passar dos anos ganhou sua própria identidade se tornando o museu que temos hoje.

Conhecido também como Natural History Museum, a atração é a 3ª mais visitada não apenas em Londres, mas como em toda a Inglaterra, apenas em 2013 o lugar recebeu mais de 5 milhões de visitantes, ganhando o premio Best of the Best in the Museums and Heritage Awards no mesmo ano. O museu aborda o Planeta Terra e tudo que se passou nele até os dias de hoje, ou seja, segue uma linha evolutiva. Sendo assim o museu possui uma grande coleção de mais de 70 milhões de espécies e objetos relacionados ao mundo natural divididos nas áreas de Botânica, Entomologia, Mineralogia, Paleontologia e Zoologia.

Como chegar ao Museu de História Natural?

O Museu de História Natural de Londres fica bem no centro da cidade, então é de fácil acesso. Para se chegar lá a partir da Estação King Cross (principal estação de metro de Londres) você deve tomar a linha Picadilly e descer na estação Estação South Kensington Station que fica há 5 minutinhos do museu.

Quanto custa visitar Museu de História Natural?

Agora vem a melhor parte, o Museu de História Natural de Londres é totalmente gratuito! Sim, você não precisa pagar nadinha para ter todo acesso ao acervo do museu, porém é legal você chegar um pouco cedo, principalmente aos finais de semana, pois a fila para entrar, apesar de ser considerada rápida, pode ficar bem grande.

O museu é aberto diariamente das 10:00 às 17:50, sendo a última admissão às 17:30. Os únicos dias que o museu fecha são entre 24 e 26 de Dezembro.

Visitando o Museu de História Natural de Londres

O museu é dividido em 4 zonas com cores diferentes, a Zona Vermelha que é dedicada ao planeta Terra, forças naturais e tesouros. A Zona Verde é dedicada à ecologia e a evolução. A Zona Azul fala dos dinossauros, répteis, mamíferos, criaturas marinhas e biologia humana e a Zona Laranja é o Darwin Centre e o Wildlife Garden.

Logo após entrar você passará por uma revista e pode pegar um mapa do museu onde mostra tudo bem explicadinho. Existem 3 entradas, a que é voltada para a rua te levará para a Zona Vermelha, foi onde eu entrei. Logo de cara vemos uma grande estrutura, uma escada rolante que nos leva para o centro da terra, essa parte da visita nos leva há uma grande viagem desde a formação do planeta, explica sobre fenômenos naturais como terremotos e vulcões. Em seguida passamos por uma grande ala onde fala um pouquinho sobre a geologia do planeta, mostrando alumas rochas e pedras preciosas. O passeio na Zona Vermelha termina na parte da evolução humana.

Em seguida passamos pela Zona Verde, não tive como visitar ela inteira, mas mostra um pouquinho das aves, insetos e um pouco e fósseis marinhos. Seguindo em frente chegamos no Hintze Hall, onde há um esqueleto de Diplodocus, esse salão nos leva até a Zona Azul, uma das mais procuradas por ser a zona dos Dinossauros. Essa parte é muito legal, pois há um percurso que vai retratando bem como era a vida dos répteis gigantes que dominaram a terra por milhares de anos, inclusive há vários esqueletos além de um robô de um Tiranossauro Rex em tamanho real. No final da parte dos dinossauros ainda tem uma lojinha de souvenir onde tudo é de dinossauro.

Mas a Zona Azul do Museu de História Natural de Londres não termina por ai, ainda tem uma ala incrível com mamíferos terrestres onde você pode ver muitos animais de pertinho e descobrir muito sobre eles. Além disso há também a parte de mamíferos aquáticos, onde há uma réplica em tamanho real de uma Baleia Azul, ela é gigante! Além dela há réplicas em tamanho real de outros mamíferos por lá.

Depois dali vem a Zona Laranja que eu não tive como ir pois estava com o tempo muito corrido, por isso super aconselho a ir com tempo de sobra para não perder nada, pois é um dos museus mais interessantes que já fui. Aconselho uma manhã ou tarde inteira para visitação com mais calma.

Comente pelo Facebook

comentários

Post anterior

Belfast: A cidade dividida por um muro

Próximo post

A conhecida e desconhecida Salisbury na Inglaterra

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *