0
Shares
Pinterest Google+

Quem nunca ouviu falar da famosa cerimônia londrina que é a troca da guarda real no Palácio de Buckingham? Sim, aqueles famosos soldadinhos de vermelho que não sorriem e nem se mexem estão por lá e é eles que você assisti realizando a troca da guarda. Ao meu ver é uma cerimônia um tanto que interessante, mas pela quantidade de gente, se torna desgastante e um pouquinho chato.

A Troca da Guarda Real

A cerimônia acontece no Palácio de Buckingham, a residência oficial da Rainha Elizabeth II. O ato é para a troca de turno do “The Queen’s Guard” (Guarda da Rainha), batalhão da infantaria que protege o Palácio de Buckingham e também o Palácio de St. James que fica ali do lado. A cerimônia conta com desfile do batalhão e também uma bandinha que toca umas musicas bem animadas.

Troca da Guarda Real. Créditos: JJFarq / Shutterstock.com
Troca da Guarda Real. Créditos: JJFarq / Shutterstock.com

A família real tem proteção desde 1660. Em 1689 ela residia no Palácio de St. James, mudando-se para o Palácio de Buckingham apenas em 1837, desde então os dois palácios recebem a proteção da guarda real até os dias de hoje, que já é visto como uma tradição britânica, cultural e turística.

A cerimônia acontece em 3 lugares praticamente, começa no Palácio St. James de onde os guardas saem marchando até o Palácio de Buckingham e o terceiro lugar que acontece é no Castelo de Windsor, que já fica um pouco longe dali.

Onde e que horas?

A troca da guarda acontece do Palácio St. James para o Palácio de Buckingham sendo esse último o ponto principal. A estação de metro mais próxima é a Charing Cross Station e é bem fácil de encontrar. A cerimônia acontece exatamente às 11:30 diariamente nos meses de maio a julho e em dias alterados no resto do ano. O evento dura cerca de 30 minutos.

Como é assistir a Troca da Guarda?

Cheguei em Londres por volta de umas 9:30 da manhã e já fui direto para o Palácio, uma vez que já sabia que haveria a troca da guarda às 11:30. Para ser sincero eu não me programei para ir direto para lá, decidi assim que cheguei no aeroporto, então até entender como funcionava o sistema de transporte público eu demorei um pouco, mas enfim consegui chegar, porém não a tempo para pegar um bom lugar.

Cheguei na estação de Charing Cross, bem de frente com a The National Gallery e de lá segui a pé pela avenida The Mall que tem o Palácio de Buckingham como ponto final. Essa avenida é bem bacana, extensa e com grandes bandeiras do Reino Unido pelo caminho. A esquerda dessa avenida há o St. James Park e em determinado ponto a direita há o Palácio de St. James, de onde saem alguns soldadinhos marchando em direção ao Palácio de Buckingham para a troca da guarda.

Há essa altura o local estava completamente lotado, muito mesmo, não havia muito espaço nem para andar direito, o problema é que eu nem estava ainda perto do palácio. Aos poucos eu fui tentando chegar perto, porém muitos lugares estavam fechado pela polícia e não dava para atravessar. A cerimônia já havia começado quando eu ainda tentava cruzar a rua para chegar perto do palácio, depois de alguns minutos eu consegui chegar, mas a multidão já tomava conta da grade, então foi praticamente impossível ver algo, apenas ouvir.

Tentei de todas as formas, porém não consegui chegar perto da grade, mas consegui ver algumas coisas, como as marchinhas e as músicas que a banda tocava. Depois de muito tempo apertadinho naquele lugar eu decidi ir embora. Minha recomendação é que se você realmente tem interesse em ver a troca da guarda, tente chegar com mais ou menos 1 hora de antecedência para poder pegar lugar na grade, caso contrário será impossível. Outro lugar que você pode ver é do monumento dedicado a Rainha Victoria que fica entre o Palácio e a Av. The Mall, por ser alto várias pessoas sobem nele para ter uma visão melhor.

Veredito final: Ao meu ver não vale a pena perder esse tempo todo na troca da guarda. Você pode ir visitar o Palácio em um horário fora do da cerimônia ou até fazer a visita interna. A a troca é legal, é diferente, mas Londres é gigante e com certeza tem muitos outros lugares mais interessantes para serem visto, pois se fosse isso tudo a Dona Elizabeth estaria lá todo dia assistindo.

Comente pelo Facebook

comentários

Post anterior

Como viajar sem saber falar nenhuma língua estrangeira?

Próximo post

Viajando na história: Palatino e Forum Romano

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *