Home»Intercâmbio»Experiência: Trabalhando na Irlanda

Experiência: Trabalhando na Irlanda

0
Shares
Pinterest Google+

Há algum tempo que não escrevia aqui no blog, tudo por um motivo: Trabalho, afinal, preciso ter um “ganha-pão” para pagar minhas viagens.

Quando eu decidi me mudar pra Irlanda eu já tinha em mente que seria extremamente difícil achar um trabalho na minha área, pois eu estava a caminho de um país onde tinha o conhecimento 0 da língua nativa, sendo assim, aceitar qualquer tipo de emprego já seria lucro. Vou comentar aqui a realidade que vejo no país hoje e tentar apagar esse incrível conto de fadas que as agências de intercâmbio criam, de que tudo é lindo, maravilhoso e perfeito.

Como trabalhar na Irlanda?

Quem vem para a Ilha Esmeralda como turista não pode trabalhar, apenas podem aquelas pessoas que possuem vistos específicos com direito a trabalho. Uma vez você tendo o visto de permanência no país você pode solicitar um documento chamado PPS (Personal Public Service), que funciona como se fosse uma Carteira de Trabalho no Brasil. Apenas com esse documento você poderá trabalhar legalmente.

Que tipo de emprego é oferecido?

Sem a fluência do inglês conseguir um emprego na sua área é uma tarefa quase impossível, pois o mercado de trabalho na Irlanda é um pouco saturado. Posso dizer que uma das áreas que mais se contratam no país são as de tecnologia, principalmente TI, só que boa parte das empresas de tecnologia exigem que a pessoa, além de ter formação, tenha também cidadania europeia. Existem as empresas que contratam sem a cidadania e que até podem lhe dar um visto de trabalho permanente, mas tenha em mente que não são todas.

Mas tirando as áreas que exigem formação, o que sobra? Ah, o velho e bom Sub-Emprego. Entenda-se como Sub-Emprego serviços como faxineiro, garçom, atendente, ajudante de cozinha e por ai vai. São tipo de emprego que são vistos com maus olhos no Brasil, mas já adianto que na Irlanda é diferente.. ninguém aqui tem vergonha por lavar pratos ou limpar privadas. E mesmo sendo Sub-Empregos, acredite, é difícil achar, se você não sair para bater perna, entregar currículo de porta em porta ou tiver um belo peixe dentro da empresa, será muito difícil de achar um emprego na Irlanda. Eu mesmo não consegui passar nas eliminatórias na seleção para trabalhar no Mc Donalds.

Salários

Uma das melhores partes é o salário, que diferentemente do nosso Brasil, aqui é bem alto em relação ao custo de vida. O salário mínimo na Irlanda é de ‎€9,15 por hora (equivalente a R$40,00), sendo que existem empresas que pagam mais que isso, como ‎€10,00, ‎€11,00 e até ‎€12,00 por hora. Dependendo do seu tipo de visto você pode trabalhar de 20h a 40h semanais ou até mais, logo uma pessoa que trabalha 40h semanais como ajudante de cozinha recebe um salário de ‎€1.872,00, equivalente a R$7.504,00. E não adianta falar que o custo no país é alto, pois não é. Com ‎€100,00 você faz compras no mercado para o mês inteiro. Com ‎€400,00 você consegue alugar um quarto só para você. Com uns ‎€300,00 você pode viajar para algum país europeu.

Com o que eu trabalhei?

Assim que eu cheguei na Irlanda eu foquei em estudar inglês nos 6 primeiros meses e só então eu fui correr atrás de emprego, pois a grana estava encurtando. Trabalhei em diversos lugares, alguns estou até hoje e outros não. Vamos agora ao meu CV na Irlanda.

ONG de Resgate de Animais
Empresa: Leinster Animal Rescue
Cargo: Fundraiser
Salário: Comissionado

Sim, eu trabalhei em uma ONG de Resgate de Animais por 1 dia, e olha que prestigio, ser demitido da ONG. No meu primeiro dia eu já comecei me dando mal, pois me foi cobrado uma foto 3×4 para o crachá e eu não tinha essa foto. O que eu fiz no desespero? Cortei a minha CNH pra usar a foto, mas quando fui colar no crachá me falaram que não precisava mais. Em seguida eu fui mandado em uma campanha nas ruas para arrecadar dinheiro com um cofrinho. Porém eles tinham um método muito frio de atrair as pessoas, então eu usei todo o calor brasileiro para puxar assunto e arrecadar dinheiro. De fato eu consegui, mas o gerente da ONG não gostou nenhum pouco e me mandou embora. Fim das contas: Estraguei minha CNH e perdi o emprego.

Faxineiro
Trabalho Irlanda (3)Empresa: ISS Services
Cargo: Cleaner
Salário: €9,75 por hora

Nesse eu estou até o momento, pois é bem tranquilo. O trabalho é fazer a limpeza de cerca de 80 escritórios em uma universidade em Dublin. Claro que não limpo tudo de uma vez, tem uma escala a se seguir. Dentre as coisas que faço é esvaziar as lixeiras de papel, aspirar e passar uns paninhos onde tá sujo. Apesar de tranquilo sempre tem uns escritórios que eu penso: “Será que aqui trabalha uma pessoa ou é mantido um animal?”. Algumas pessoas são extremamente porcas e acumuladoras de sujeira. Eu não tenho permissão pra tocar na bagunça deles, então o que está jogado lá ficará por lá. O maior problema entretanto não é esse, mas sim o horário, é preciso acordar as 4h30 da manhã, para pegar o ônibus das 5h20 para chegar lá as 6h00, se não fosse por isso seria perfeito.

Agência de Intercâmbio
Empresa: WICE
Cargo: Criação
Salário: €9,15 por hora

Sim, também trabalhei em uma agência de intercâmbio brasileira em Dublin. Lá eu fazia trabalhos relacionados ao que era minha área, trabalhava criando texto, fazendo algumas artes gráficas e gerenciando mídias sociais. Além disso eu também atendia alguns intercambistas que chegavam na Irlanda. Foi um trabalho um tanto que legal e que durou o tempo necessário.

Assistente de Cozinha
Trabalho Irlanda (1)Empresa: Mario’s Restaurant
Cargo: Kitchen Porter
Salário: €9,15 por hora

Acho que foi um dos piores lugares que trabalhei. A vaga era para “lavar pratos”, mas acabei tendo que “lavar” o restaurante quase por completo. Era um restaurante bem corrido e dentre as funções que eu fazia era limpar a geladeira industrial, lavar pratos, limpar os banheiros, limpar o chão, limpar o estoque, limpar os aparelhos da cozinha, trocar o óleo das maquinas de fritar, limpar a calçada da rua, pegar comida para os chefes de cozinha e fazer a comida também, cortando saladas, empanando carnes e descascando batatas… resumindo, não tinha tempo hábil para fazer tudo. Fiquei ali pouco tempo e cai fora.

Amostra Grátis
Trabalho Irlanda (4)Empresa: FMI – Field Management Ireland
Cargo: Demonstrator
Salário: €10,00 por hora

Esse sem sombra de dúvidas é o melhor emprego que tenho na Irlanda, faço nada mais, nada menos que oferecer comidas e petiscos para as pessoas em supermercados. Consegui ele por muita sorte, pois um dia após deixar o currículo eu já fui chamado para a entrevista no qual fiquei muito nervoso, mas fui contratado. Eu basicamente recebo as amostras em casa e vou ao mercado que me mandam fazer a demonstração. Geralmente faço de chocolates, salgadinhos, frios, petiscos e por ai vai. Há campanhas em grupos também, quando fazemos grandes merchandising para algumas empresas. A empresa é excelente, paga bem e é o motivo dos meus quilinhos a mais na Irlanda.

Animador de Corrida
Trabalho Irlanda (5)Empresa: MoRunner
Cargo: Encourage
Salário: €40,00 por evento

Sim, também já trabalhei em organização de corrida aqui em Dublin. Participei de todo o processo, desde ficar nas barraquinhas fazendo a conferência da identidade dos competidores, quanto ficar na pista animando o pessoal que passava por lá e entregar as medalhas na linha de chegada. Foi um trabalho bem legal também, tirando a parte da chuva e do frio no qual tive que passar, mas fora isso foi genial.

Bom, esses foram alguns dos trabalhos que fiz aqui na Irlanda nesses mais de 1 ano morando aqui. Claro que não serão os únicos, espero ainda poder ter experiência em outros e contar aqui para vocês.

Comente pelo Facebook

comentários

Post anterior

Um passeio por Killiney Hill

Próximo post

Uma viagem pelo tempo no Museu do Louvre

10 Comments

  1. Michele
    29 de maio de 2016 at 03:46 — Responder

    Muito bom o texto Trabalhando na Irlanda. Consegui visar a realidade de fato, gostei da abordagem e a forma como foi descrito. Me fez visualizar como é estar na Irlanda.

  2. Carlos
    29 de maio de 2016 at 10:08 — Responder

    Olá Leonardo, tudo bom?

    Cara, gostaria de saber sobre o porquê de ter escolhido a Irlanda, digo, se foi por gosto mesmo ou se há uma facilidade maior para se conseguir tanto esse visto que você menciona como trabalho propriamente dito.
    Ademais, você solicitou o visto de trabalho já no país ou o fez aqui no Brasil?

    Muito bom o relato. Bom e inspirador!

    • 31 de maio de 2016 at 14:14 — Responder

      Oi Carlos! Eu escolhi a Irlanda primeiro pelo preço, é mais barato vir para cá do que para outros países como Austrália ou África do Sul. Segundo pela facilidade do visto de estudante e dele ser com permissão de trabalho. Aqui você entra como turista, todos os vistos você solicita aqui mesmo!

  3. Larissa
    18 de julho de 2016 at 11:34 — Responder

    Adorei o post, conheci o blog pelo E-dublin, o jeito que você abordou o tema deixou uma realidade bem clara para mim! Boa sorte!! =)

  4. 16 de setembro de 2016 at 00:59 — Responder

    Oi Leonardo, muito legal seu estilo de vida aí e a forma que aborda as coisas. Eu queria muito fazer um intercâmbio, mas sempre acontece alguma coisa e acabo desistindo. Tenho pensado novamente nessa ideia e olhei para Irlanda pelo custo benefício. Andei lendo algumas coisas e sempre encontro que esta muito difícil encontrar serviço aí, independente do tipo que seja. Aí bate aquele desconforto. Me diz uma coisa, você acha que alguém com 34 anos e 0 de inglês pode arrumar um trabalho aí? Eu pretendo ficar mais de um ano, ma só fico uns 8 meses sem trabalhar, depois disso ficara bem pesado e praticamente impossível. Você tem algum e-mail? Grande abraço e parabéns.

    • 16 de setembro de 2016 at 09:58 — Responder

      Olá Herivelto! Então.. hoje o visto para estudante é de no máximo 8 meses, depois disso tem que renovar para mais 8, não há mais visto de 1 ano. Arrumar emprego é realmente complicado, digamos que são fases que vão do difícil ao fácil, obviamente aqueles que chegam sem nenhum conhecimento da línguabalho a terão mais dificuldade em encontrar algo do que aqueles que já falam.

      Se o seu plano é vir com dinheiro para 8 meses sem trabalho, então venha.. você completará um objetivo, caso nesse tempo você encontre um emprego, bingo.. você já poderá contar com ele. 😉

  5. Rafaela Lacerda
    12 de abril de 2017 at 11:11 — Responder

    Bom Dia, Leonardo.
    Amei a suas historias, esterei indo para irlanda com o meu esposo, que é cidadão europeu, sou contadora e não sei nada de inglês, então não poderei exercer minha profissão, porem tenho um amor enorme por animais, e gostaria de ajudar em ongs, tipo a que foi citada, ai, vc diz que é remunerado por comissão? poderia falar sobre isso? $$
    bjos, obrigada!!

    • 1 de maio de 2017 at 09:22 — Responder

      Oi Rafaela! Então.. vai depender muito.. na maioria das vezes há uma comissão simbólica, até porque o trabalho é voluntário. Hoje não sei como anda, por isso é sempre bom ver com a ONG antes! =)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *