0
Shares
Pinterest Google+

O Halloween, também conhecido como Dia das Bruxas no Brasil, está chegando e é uma data conhecida no mundo todo. Embora não seja festejada em todo lugar, como no Brasil, onde no dia 31 de Outubro é comemorado o dia do Saci Pererê. Ao contrário do que muita gente pensa, a tradição do Halloween não surgiu nos Estados Unidos, mas sim em terras irlandesas e só então a partir da Irlanda foi se propagando para outros países e se adaptando nas mais diversas culturas.

E existem diversos lugares espalhados por ai que levam muito a sério essa data, onde as pessoas, crianças e adultos põem suas fantasias e vão para as ruas comemorar ou comemoram de uma forma completamente diferente, como em casa com suas famílias. Por isso separamos aqui 10 países e suas comemorações de Halloween.

Áustria

Imagem: Arek
Imagem: Arek

Na Áustria a celebração do Halloween é um pouco diferente das que costumamos ver por ai. Ao invés de se fantasiarem e irem para as ruas celebrar, os austríacos mais supersticiosos deixam água, pão e uma lâmpada acesa em suas mesas pouco antes de irem dormir. Esse ritual é uma forma de fazer uma noite mais especial para receber de volta os espíritos no mundo real. Também conhecido como Seleenwoche, o Halloween ou Dia de Todos os Santos é celebrado entre o dia 30 de outubro e 2 de novembro no país a algumas famílias decoram os túmulos de seus entes queridos com velas dentro de copos e vasos.

China

Imagem: Reprodução
Imagem: Reprodução

Já na China o Halloween se chama Teng Chieh e é realizado todos os anos. Nessa data, os chineses colocam comida e água na frente de fotografias de seus parentes que já morreram e também ascendem fogueiras e ligam lanternas com o intuito de guiar os espíritos de volta para a terra. Outro motivo para isso consiste em lembrar os mortos e libertar a alma daqueles que estão presos por algum motivo ruim ocorrido na terra, que segundo eles podem ser perigosos.

Inglaterra

Imagem: thehedgewitchcooks.co.uk
Imagem: thehedgewitchcooks.co.uk

Podemos dizer que a Inglaterra possui muito aquele costume americano de “doce ou susto”, mas também há costumes bem típicos do povo inglês no Halloween. Um dele é esculpir beterrabas ao invés de abóboras. Outro costume é ascender fogueiras e jogar objetos para espantar os maus espíritos, segundo alguns costumes, se você jogar um objeto na fogueira e no outro dia ele não estiver lá significa que a pessoa não terá mais que um ano de vida.

França

Imagem: momsgoneglobal.com
Imagem: momsgoneglobal.com

Francês não gosta muito de inglês, americano e nem da cultura deles, percebe-se isso quando se está na França e ninguém fala inglês. O Halloween de fato era desconhecido no país até a década de 90 quando começou a ser comemorado, antes disso ele era apresentado apenas em meios de comunicação. Hoje o Halloween na França é bem similar ao americano, onde todos colocam fantasias e vão para as ruas comemorar. De qualquer forma eles consideram a data um subproduto americano e não há tanta força cultural como nos EUA.

Irlanda

Imagem: Shutterstock / Semmick Photo
Imagem: Shutterstock / Semmick Photo

Como eu falei acima o Halloween surgiu na Irlanda há muitos anos atrás na época medieval, quando o país ainda nem era dividido em República da Irlanda e Irlanda do Norte. No irlandês gaélico eles chamam essa época de Samhain que quer dizer fim do verão e a data está relacionada a revisitação dos mortos no mundo real. Pagãos acreditam que este é o início do novo ano e o tempo mais fácil de se comunicar com os mortos. Eles costumam deixar comidas e outros itens como oferendas com velas para ajudar os espíritos encontrar o seu caminho.

Já em Derry City na Irlanda do Norte o Halloween é comemorado por 9 dias seguidos, como se fosse um carnaval onde há grandes desfiles nas ruas, fogos de artifícios e as pessoas se fantasiam e vão as festas. Na cidade há até tours para visitar lugares mal assombrados. O mesmo acontece em Dublin, capital da Irlanda, onde na noite do dia 31 todos vestem suas fantasias e vão festejar.

México

Imagem: Shutterstock / Maciej Czekajewski
Imagem: Shutterstock / Maciej Czekajewski

Durante 3 dias (31, 01 e 02) o México comemora o Día de los Muertos (Dia dos Mortos), não apenas o México como boa parte dos países latinos e a Espanha também. A tradição desta celebração é para homenagear os mortos, pois eles acreditam que apenas neste dia os espíritos dos que se foram podem retornar para suas famílias por um momento. Por isso uma muitas famílias vão aos cemitérios onde seus parentes estão enterrados, principalmente no dia 2 de novembro e fazem uma verdadeira festa, com muita música, comida e alegria para receber aqueles que voltam.

Japão

Imagem: Shutterstock / Aduldej
Imagem: Shutterstock / Aduldej

No Japão não é comum celebrar o Halloween igual aos americanos fazem, no Japão eles celebram o Obon, conhecido também como Matsuri, um festival dedicado aos espíritos e seus antepassados. Pequenos barquinhos com velas são lançados em lagos e rios, como uma forma de dar boas vindas aos espíritos e guiá-los de volta para suas casas.

Filipinas

Imagem: annetrent.com
Imagem: annetrent.com

Nas Filipinas o Halloween tem como foco os mortos e suas vidas. A influência americana está começando a crescer na região, mas a tradição filipina de Pangangaluluwa ainda é comemorada com força no país. Nela as pessoas vão de casa em casa para cantar músicas sobre as almas presas no purgatório e em troca pedem alguns trocados.

Escócia

Imagem: socialwrkrlaura
Imagem: socialwrkrlaura

Na Escócia o Halloween foi celebrado pela primeira vez no século XVI. Nesta época as pessoas usavam a data para fazer previsões do futuro e os mais jovens vestiam roupas diferentes em um ato de atrair um noivo(a). Já no final do século XIX as crianças começaram a se vestir e ir de porta em porta pedindo dinheiro ou comida e que se estendem até os dias de hoje, só que elas pedem doces!

Estados Unidos

Imagem: Shutterstock / Arina P Habich
Imagem: Shutterstock / Arina P Habich

Também não há como falar em Halloween e não relembrar de clássicos filmes americanos como o Abracadabra (Hocus Pocus), infantil da Disney de 1993 e As Bruxas de Salém (The Crucible) de 1996. De fato os Estados Unidos são referência nas festas de Halloween com áreas residenciais enfeitadas com abóboras esculpidas e pessoas fantasiadas. O termo “Gostosuras ou Travessuras” ou “Doce ou Susto” (trick or treat) vem de uma ideia de bondade e educação para pedir doces, dessa forma os mortos não fazem nenhuma travessura ou pregam sustos nas crianças.

Cidades como New Orleans, Madison, New York, Los Angeles são referência quando o assunto é Halloween, mas não supera a popularidade de cidade de Salém ao noroeste do país. A cidade ficou conhecida pela prática de bruxaria e de caça as bruxas no passado e hoje é palco do Salem’s festival of the dead, um grande festejo de Halloween.

E então, qual desses lugares você gostaria de passar o Halloween? Bom, eu vou passar aqui em Dublin na Irlanda e esse será meu primeiro Halloween. A comemoração mesmo acontece no sábado (31/10), mas nas ruas já é possível encontrar muita gente louca fantasiada. Conto depois como foi!

Happy Halloween!

Comente pelo Facebook

comentários

Post anterior

O dia em que quase quebrei o pé em Paris

Próximo post

Catedral Metropolitana de Brasília: Um ícone da capital

4 Comments

  1. 4 de novembro de 2015 at 08:05 — Responder

    Prefiro que no BRASIL se comemore o dia do Saci Pererê, acho ridícula esta mania colonizada de copiar costumes e tradições americanas.

    • 4 de novembro de 2015 at 18:24 — Responder

      Olá Eduardo! O Halloween teve origem na Irlanda e não nos Estados Unidos como todos pensam. Infelizmente no Brasil não é comemorado nenhum nem outro pois o Ministério da Cultura não dá muito foco para isso e creio que nem nas escolas isso é passado com muita força, mas o importante mesmo é valorizar a cultura… seja Dia do Saci Pererê ou Halloween, cultura nenhuma merece ser desvalorizada! 😉

      • Gustavo Lima
        13 de outubro de 2016 at 20:09 — Responder

        Você é bom com as palavras Leonardo , e eu também acho que nenhuma cultura deve ser desvalorizada !

        • Naomi
          30 de outubro de 2017 at 04:35 — Responder

          é mesmo kkk eu ja teria mandado o cara ir a merda!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *