0
Shares
Pinterest Google+

Já pensou em um jardim com mais de 40 hectares e rodeado de paisagens extremamente lindas? Pois bem, esse lugar tem nome e se chama Powerscourt House & Gardens e fica localizado em Enniskerry no Condado de Wicklow na Irlanda. A convite da Academic Bridge College e da Wice Intercâmbio eu fui lá conhecer esse pedacinho de paraíso.

Como chegar em Powerscourt?

O lugar está localizado em Enniskerry no Condado de Wicklow há cerca de 27km do centro de Dublin. Lá é acessível através de carro pela via N11 e que leva em torno de 30 minutos dependendo do trânsito. De ônibus dura entorno de 1 hora pela linha 44, ela parte da D’Ollier Street no centro de Dublin e te deixa em frente a igreja de Enniskerry de onde você precisa andar mais 20 minutos até a entrada de Powerscourt. A outra opção é ir com um tour que parte do St. Stephen’s Green Park e leva direto para Powerscourt com direito há uma paradinha na cidade de Bray, Guinness Lake e Glendalough, mas esses lugares são tão interessantes que merecem posts próprios para eles em breve. A entrada estudantil em Powerscourt House & Gardens custa €7,50, a normal gira em torno de €9,00 e com o ticket em mãos você pode entrar e sair quantas vezes quiser.

Sobre Powerscourt House

Powerscourt House limita-se apenas a construção que há no lugar. O palácio foi inicialmente um castelo do século XIII e pertencia a família Wingfield. Tinha uma posição militar estratégica onde os donos podiam saber quem acessava o lugar vindo de outras regiões. Em 1974 o prédio foi destruído por um incêndio, mas foi reformado pela família Slazenger que hoje é proprietária do lugar. A construção possui 3 andares e mais de 60 salas e hoje funciona como um centro de visitantes no qual há loja de conveniência, souvenirs e um restaurante.

As atrações de Powerscourt Gardens

A gigantesca área de Powerscourt Gardens dispões de diversas atrações, sendo os principais jardins o Italian Garden (Italiano) e o Japanese Garden (Japonês). As outras atrações são o Pet’s Cemitery (Cemitério de Animais), Tower Valley (Torre do Vale), Triton Lake (Lago do Tritão), Walled Gardens (Jardins Murados), além também de uma cachoeira bem grande (não cheguei a ir lá) e mais de 250 espécies de árvores plantadas ao longo de 2 séculos.

Os jardins

Podemos dizer que o Italian Garden (Jardim Italiano) é o principal do lugar, uma vez que logo na entrada nós damos de cara com ele. O jardim é perfeito e foi totalmente planejado pelo arquiteto Daniel Robertson, que precisou de 12 anos e mais de 100 homens para tirar esse jardim do papel. Do alto podemos ter uma vista linda de todo o jardim com o Triton Lake e uma montanha ao fundo que por aqui é conhecida como “Pão de Açúcar”. Chegando mais perto do Triton Lake somos recebidos por duas estátuas de dois cavalos com asas, os famosos Pégasus da mitologia grega e que também era o simbolo dos primeiros proprietários do lugar. Dentro do lago podemos observar diversas plantas e lá no centro uma estátua do Tritão, inspirado na fonte Piazza Barberini de Roma.

Perto dali podemos encontrar o Japanese Garden (Jardim Japonês) que foi criado pelo 8º Visconde de Powerscourt em 1908. Nesse jardim você pode encontrar uma diversidade imensa de plantas e flores, dentre elas as lindas Azaléias que na primavera florescem e dão um perfume especial pro lugar. Dentro do jardim tem vários caminhos que você pode percorrer, além de uma Pagoda e um pequeno córrego de águas cristalinas e que passam por todo o jardim.

Já o Pet’s Cemitery (Cemitério de Animais) é um dos maiores cemitérios de animais da Irlanda. Nele estão enterrado os restos mortais dos bichinhos que viveram ali em Powerscout, dentre cachorros, gatos e até cavalos. Ali estão enterrados os pôneis Tommy e Magic, a vaca Jersey que teve 17 bezerros e produziu mais de 100 mil litros de leite para Powerscourt. As lápides levam nomes como Sra Mare, Little Bots e Doodles Chow e o que chama a atenção são as datas, algumas de 1901.

Mais adiante também podemos encontrar a Dolphin Pond, um lago comprado por Mervyn Wingfield, 7º visconde de Powerscourt no século XIX. De frente para ele há o Walled Gardens (Jardins Murados), um jardim fechado que possui milhares de flores, deixando a paisagem bem colorida e perfumada. Lá dentro há uma estátua chamada Julia’s Memorial, uma homenagem a mãe do 7º visconde.

Por fim você pode visitar também a Tower Valley (Torre do Vale), uma imensa torre construída pelo Lord de Powerscourt. Em sua base podemos observar 8 canhões e ali também há uma porta onde você pode subir pelas escadas até o topo da torre. De lá é possível ter uma vista linda da copa das árvores, além de um pedacinho do Italian Garden e de Powerscourt House.

A primeira vez que vi Powerscourt House & Gardens foi pela TV e eu nunca imaginei um dia poder estar lá. O lugar é lindo e vale muito a pena a visita. Então pra você que está vindo para Irlanda ou já está aqui fica a minha dica, coloque Powerscourt em sua lista, carregue sua câmera fotográfica e tire muitas fotos. Minha passagem por esse maravilho de lugar foi um convite da Academic Bridge College escola de inglês de Dublin e da Wice Intercâmbio, especialista em intercâmbios na Irlanda. Muito obrigado!

Comente pelo Facebook

comentários

Post anterior

Subindo o Canal do Jari: Braço do Amazonas

Próximo post

Tô Longe de Casa #9 | Dublin

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *