0
Shares
Pinterest Google+

Já comentei aqui no blog sobre diversas cidades do Peru, mas estava faltando uma. Não tão grande quanto a capital Lima, mas tão famosa por ser umas das principais cidades que te levam a Machu Picchu nós temos a simpática Cusco. Minha passagem por Cusco foi tipo mega rápida, mas deu pra conhecer um pouquinho dessa cidade que leva um pouco da história peruana.

Breve história de Cusco

A cidade está construída há mais de 3400 metros de altitude e entre as construções mais modernas Cusco ainda leva em si os rastros do que um dia foi a capital do Império Inca, como as grandes paredes de granito e monumentos como o Korikancha, conhecido como Templo do Sol. Alguns achados arqueológicos datam a região do Vale Urubamba (onde está localizado Cusco), como habitada por pessoas há mais de 3 mil anos antes de Cristo. Algumas histórias dizem que cusco foi fundada pelo Inca Manco Capac no século XI, no qual ele reinou por longos 40 anos até ser sucedido pelo seu filho. O Império Inca chegou ao seu fim em 1532, quando os espanhóis chegaram e colonizaram a região. Liderados por Francisco Pizarro, os espanhóis invadiram, saquearam Cusco com o objetivo de destruir a civilização Inca e trazer o catolicismo. No lugar das principais construções Incas, foram erguidas grandes construções dedicada aos espanhóis, assim as antigas edificações foram sobrepostas por construções da cultura hispânica.

Cusco Peru (15)

Como chegar em Cusco?

Chegar lá não é tão difícil assim, você pode ir de avião ou de ônibus, mas vai depender de onde você está! Se estiver no Brasil a sua melhor e mais rápida opção será ir de avião. Existem voos regulares saindo das principais capitais brasileiras com destino a Cusco e uma rápida parada em Lima. Caso você já esteja no país, porém em outra cidade e quer ir para Cusco, o ideal e mais barato é ir de ônibus. Diversas empresas operam para lá. Eu fui Ica para Cusco de ônibus num valor de cerca de S/.50 Soles Peruanos e a viagem leva mais de 17 horas. Eu aconselho pegar assentos do corredor para esticar as pernas e se preparar o frio que faz durante a noite, mas ainda sim vale a pena. As passagens você pode comprar diretamente nos terminais de ônibus das cidades. Quer saber mais valores pela internet? Então confira Peru By Bus onde você pode comprar passagens de ônibus em diversos destinos do país.

Onde se hospedar?

Na minha passagem pelo Peru eu fui sem reservar qualquer tipo de hospedagem, ou seja, tinha que sair buscando assim que chegava. Em cusco tive um pouquinho de dificuldades pois a maioria dos albergues estavam caríssimos. Depois de muito rodar e de muito pedir indicação nas ruas eu encontrei o Hostel Resbalosa, que coincidentemente fica localizado na Calle Resbalosa. O hostel não era de luxo, não era hostel de festa, mas era o suficiente para eu e meus amigos. Pagamos ali S/.25 Soles Peruanos por noite e não tinha café da manhã incluso.

Quarto de mochileiro é assim mesmo, bagunçado (mas o albergue é bom)!
Quarto de mochileiro é assim mesmo, bagunçado (mas o albergue é bom)!

Um pouco de Cusco

Como disse acima, a minha passagem por lá foi bem rápida e eu não conheci profundamente a cidade, exceto ali pelo centro mesmo. Um dos principais lugares é a Plaza de Armas, onde Francisco Pizarro matou em público o último líder Inca Tupac Amaru II e sua família e estabeleceu o domínio espanhol na cidade de Cusco. A praça é rodeada por diversos comércios, dentre eles lojas de souvenir, casas de câmbio, lanchonetes e restaurantes. Também podemos ver a Catedral da cidade e a Igreja da Companhia de Jesus onde o último líder Inca foi aprisionado até ser morto. Tirando a parte das mortes e que poucas pessoas sabem, a praça tem um clima muito agradável, ótimo para tomar um sol, ler um livro ou relaxar.

Boa parte das ruas da cidade são ladeiras e escadas em paralelepípedos, o que dificulta um pouco o caminhar. Algumas são próprias para carros, outras são pequenas vielas para pedestres. Alguns levam a lugarzinhos pouco explorados como por exemplo a Plazoleta Santa Catalina, uma pequena pracinha escondida dentre os casarões da cidade.

Bom, eu queria muito mesmo falar de cada cantinho de Cusco aqui para deixar todos vocês mais cientes sobre a cidade, mas como o objetivo principal era ir para Machu Picchu nem aproveitei muito, mas com certeza vale a pena.

Comente pelo Facebook

comentários

Post anterior

Morando com gringos e o golpe da sublocação

Próximo post

Intercâmbio na Irlanda: Academic Bridge College

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *