Home»América do Sul»Argentina»Conheça Ushuaia: O Fim do Mundo

Conheça Ushuaia: O Fim do Mundo

0
Shares
Pinterest Google+

Minha última parada na Patagônia Argentina foi em Ushuaia, a cidade mais austral do mundo considerada por muitos como “Fim do Mundo” e eu comprovei isso na pele, realmente, demorei para chegar lá.

Fui de ônibus saindo de El Calafate e fazendo pit stops em Río Gallegos e Río Grande além também de atravessar o Estreito de Magalhães, nesse meio tempo viajando eu descobri porque chamam o lugar de Fim do Mundo, pois você roda, roda e roda e nunca chega. Enfim depois de mais de 17 horas de ônibus eu cheguei a Ushuaia. A cidade é bem jeitosinha e com muitas coisas pra se fazer, dentre as principais se destacam os trekkings e navegações. Cheguei a noite lá, a temperatura estava muito baixa. A cidade não tem um terminal de ônibus, então os que chegam vão parando no estacionamento perto do porto. Não tinha reservado albergue, mas tinha visto o Antarctica Hostel, tentei a sorte indo sem reserva e consegui, acabei ficando lá pagando AR$100,00 (R$33,00) na diária. No hostel mesmo você pode fechar a maioria dos passeios mas eu queria primeiro conhecer a cidade e pra isso não paga.

Ushuaia O Fim do Mundo (3)

A temperatura na cidade é bem fria, fui no mês de Abril, durante do dia o frio é bem suportável até porque você caminha muito e seu corpo esquenta, mas luvas e gorro são indispensáveis. Já a noite a história é outra, um frio da porr@. Conforme você anda pelas ruas é comum ver muitos cachorros, uns muito bonitos e bem tratados porém todos de ruas, o legal disso é que eles te seguem e fazem companhia. Vi um Husky Siberiano e um Labrador Chocolate lindos, até um vira-latinhas amarelo me acompanhou no meu dia de turismo pela cidade.

Ushuaia O Fim do Mundo (5)

Ushuaia é relativamente pequena, tem várias ladeiras, umas super inclinadas o que deixa a gente até com um certo cansaço de tanto andar. A Avenida San Martín é uma das maiores lá e é onde se concentra boa parte de lojas de souvenir e restaurantes com a iguaria mais comida lá, a Centolla ou o famoso Caranguejo Gigante. Já na Avenida Maipu é a que tem a vista para o Canal de Beagle e é lá que se concentra as pousadas e hotéis e até um cassino para os fanáticos por jogos. É de frente para a Maipu que estão algumas praças da cidade, dentre elas a Plaza Isla Malvinas e ao seu lado o Memorial Malvinas que conta uma parte da Guerra das ilhas que foi (e ainda é) disputada entre Argentina e Inglaterra. Nessa praça existem fotos narrando os fatos, do ponto de vista argentino, além de um muro com o nome de algumas pessoas que participaram da guerra e um fogo simbólico. Vale ressaltar que os argentinos são fanáticos por essas ilhas e a maioria das pichações nos muros são em prol das Malvinas.

Ushuaia O Fim do Mundo (9) Ushuaia O Fim do Mundo (7) Ushuaia O Fim do Mundo (8)

Perto dali tem um calçadão há a Bahía Encerrada, uma parte do Canal do Beagle que foi fechada formando um grande lago. O interessante ali é que a água é bem parada e se você der a volta no lago até o outro lado vai conseguir ver o reflexo dos prédio e montanhas na água, é um efeito muito bonito porém descobri lá um cano que despeja esgoto na água, e fede um pouco. Do lado da Bahía Encerrada há um calçadão que segue por toda a orla do Canal de Beagle, caminhando por ela é possível ver um barco naufragado e mais adiante a placa mais famosa de todo o mundo, a famosa “Ushuaia – Fin del Mundo” e não vale ir até e não tirar uma foto. Tem um lugar lá que eu não fui e me arrependi, era o antigo presidio da cidade e que agora é o Museu do Fim do Mundo, onde está preservado as raízes históricas da Terra do Fogo exibidos em vitrines distribuídas em 5 salas. Ouvi diversos boatos de gente que gostou e gente que não gostou, mas isso não se discuti, afinal é pessoal gostar ou não de uma atração.

Ushuaia O Fim do Mundo (4) Ushuaia O Fim do Mundo (2) Ushuaia O Fim do Mundo (1)

Minha passagem por Ushuaia foi até que longa, 4 dias, mas optei por realizar passeios fora da cidade, em especial nas montanhas e no Parque Nacional da Terra do fogo no qual eu vou escrever futuramente e dar algumas dicas.

Comente pelo Facebook

comentários

Post anterior

10 Cidades Brasileiras mais baratas para se hospedar

Próximo post

O Carnaval de Goiandira - GO

22 Comments

  1. Rizoneide Amorim
    22 de fevereiro de 2014 at 20:33 — Responder

    olá Leonardo, vi todo o seu blog e gostei muito..também amo viajar e tenho a mesma concepção que você…. então, os meus próximos destinos que estou planejando são 2 que você já fez..Ushuaia e Bolívia….tenho pouco tempo para as viagens e geralmente faço em tempos curtos entre 4 a 6 dias. o seu roteiro na Bolívia foi quantos dias? em 5 dias o que você me recomendaria? devo ir por Sta Cruz de la Sierra e voltar também por lá, pois moro em BSB e devo ir com milhas gol….grata pela atenção e parabéns pelo blog e a forma bacana de socializar com @s amantes de viagens….Rizoneide Amorim

    • 22 de fevereiro de 2014 at 21:32 — Responder

      Oi Rizoneide! Que bom que gostou, fico feliz.. ah eu também sou de Brasília!

      Então, quando fui a Bolívia foi em um roteiro de 30 dias passando por mais dois. Somente na Bolívia acho que passei mais ou menos 2 semanas passando por St Cruz, Sucre, Postosí, Uyuni, Copacabana e La Paz. Se você tem 5 dias apenas pra Bolívia eu te aconselho ir para Uyuni e fazer o tour de 3 dias pelo Salar. Você pode ir pra Stª Curz, de lá pegar um avião até Sucre e depois ir de ônibus até Uyuni! Vale muito a pena e foi o que eu mais gostei lá!

      • Rizoneide Amorim
        28 de fevereiro de 2014 at 17:27 — Responder

        olá Leonardo, grata pelas dicas….

  2. fabiana mello
    25 de março de 2014 at 17:01 — Responder

    Leandro,estou indo para calafate no dia primeiro,no dia 4 estarei indo para ushuaia,algum problema para andar de salto por la???
    ja vi q esta frio,entao nao posso deixar de levar minhas botas,sendo q algumas com saltos,como vc ficou esses dias la,poderia me dizer se suas amigas usaram,sem problemas??

    • 26 de março de 2014 at 10:18 — Responder

      Oi Fabiana!

      Então, as meninas que conheci por lá não usavam aquele salto alto, mas uma botinha com um salto considerável. Na orla do Canal de Beagle tem um calçadão pra caminhar e é tranquilo, mas a cidade em si é ladeira pura, para onde quer que vá você terá que subir aquela ladeira ou descer, então acho que pode ser desconfortável nesse ponto!

  3. Victória
    5 de abril de 2014 at 11:31 — Responder

    Leonardo, achei fantástico seu blog e seus vídeos no you tube. Estou indo para ushuaia e el calafate na primeira quinzena de junho. Será que é muuuiiiiiittttoooo frio?? Pensei em quatro dias em ushuaia e dois em calafate. Vc acha suficiente? E a comida lá, dá pra encarar???

    • 6 de abril de 2014 at 16:54 — Responder

      Oi Victória! Vai tá frio sim hein.. inverno!! põe 5 dias em Ushuaia e 3 em El Calafate, só pra não ficar muito corrido! A comida lá é tranquilo, praticamente tudo que tem aqui exceto feijão!

  4. 25 de maio de 2014 at 16:10 — Responder

    Olá, adorei sei site e seus post são ótimos, por acaso você saberia me informar se há barcos ou mesmos voos de Ushuaia para as Malvinas periodicamente ou mesmo semanalmente e se há quanto custa aproximada mente, estou muito interessado em conhecer falkland mas sempre que busco passagens elas só vão até Ushuaia imagino que devo ter de pegar um navio pra lá, você tem essa informação?

    • 25 de maio de 2014 at 16:32 — Responder

      Oi Edier! Pela fato da guerra ser entre a Argentina e a Grã Bretanha, não há voos nem barcos de nenhum lugar da Argentina pra lá, pelo menos até o dia em que fui a Ushuaia. Os voos costumam sair do Chile, de Punta Arenas, lá vc irá encontrar! 😉

  5. Eliana
    27 de maio de 2014 at 21:14 — Responder

    Leonardo, parabéns pelo blog, muito legal!
    Estive em Ushuaia em fevereiro/14 e fiz um passeio à uma ilhazinha onde ficam milhares de pingüins. Lá, convivemos lado a lado com os pingüins de Magalhães e os pingüins Papua, os quais caminhavam entre as pessoas, construíam seus ninhos tranqüilamente. Experiência fantástica! Como apenas uma empresa tem autorização para realizar este tour, é comum as empresas concorrentes enganarem os turistas, dizendo que este passeio não existe, que foi o que aconteceu conosco. Por sorte estávamos bem informados e fomos atrás. Encontramos esta empresa no píer do canal de Beagle. É uma casinha de madeira bem pequena que vende ali os tickets para o passeio, que sai dali mesmo, em ônibus até uma estância, onde há um museu marinho muito interessante!!! Dali se pega um barco pequeno para 20 pessoas, o qual vai à ilha e retorna após umas duas horas. Imperdível!

    • 27 de maio de 2014 at 22:32 — Responder

      Que demais Eliana, eu não sabia dessa… acho que perdi! Sempre quis ver Pinguins! Quem sabe da próxima né!? srs

  6. Larissa
    4 de julho de 2014 at 04:07 — Responder

    Leonardo olha eu aqui de novo rs, adorei seu blog. Ja chegou a escrever alguma coisa sobre o Parque Nacional da Terra do fogo? Estou querendo ficar 4 dias em Ushuaia entao estou a procura de umas dicas do parque 🙂

    • 4 de julho de 2014 at 10:59 — Responder

      Então Larissa, tô terminando de escrever sobre o parque, em alguns dias já devo estar postando!! 😉

  7. […] e um deles foi lá no fim do mundo, no rabicó da América do Sul, há alguns quilômetros de Ushuaia na Argentina, estou falando do Parque Nacional Tierra de Fuego, conhecido também como Parque Nacional da Terra […]

  8. Juliana
    12 de dezembro de 2014 at 00:02 — Responder

    Olá.
    Todo bem?
    Vou para Ushuaia em Julho e tenho 7 dias, o que indica?
    5 dias lá e 2 em algum outro lugar? Qual?

    Obrigada

    • 12 de dezembro de 2014 at 08:57 — Responder

      Oi Juliana! Ushuaia é longe de tudo, e a menos que você vá para outro lugar de avião (que é caro por ali) é melhor que fique os 7 dias por lá já que vc levará um dia para ida e outro para volta. Lá tem muitos passeios para fazer, mas caso vc queira ir para outro lugar, aconselho ir de avião para El Calafate, que é mais perto!

      • Juliana
        12 de dezembro de 2014 at 08:59 — Responder

        Obrigada pela dica.
        Eu ficarei mais 7 dias em Bariloche antes ou depois.
        Mas terei 6 dias completos em Ushuaia. Acha muito?

        • 12 de dezembro de 2014 at 09:05 — Responder

          Vai depender da sua verba (R$). Ushuaia tem infinitas atividades para o visitante fazer, mas todas têm seu preço. Se você vai com grana curta, pode ser que ela acabe e 6 dias lá seriam demais, pois ficar muito tempo apenas na cidade enjoa. Agora se você tá com dinheiro sobrando, poderia ficar até 7. Tem trilhas, passeios de barco, caiaque, helicóptero, cavalo, 4X4 e por ai vai.

  9. 13 de janeiro de 2015 at 11:48 — Responder

    […] ouviu falar do Canal de Beagle? Quem vai ao Ushuaia com certeza já ouviu falar, pois ele é uma das principais atrações turísticas da cidade mais […]

  10. Débora
    11 de fevereiro de 2015 at 19:44 — Responder

    Ola Leonardo,

    Parabéns pelo blog, consegui informacoes bem legais.
    Estou planejado ir para El Calafate e Ushuaia, porem não sei quanto tempo ficar em cada cidade. Quanto tempo aconselha? Quero fazer passeios, de todos que pesquisei com certeza Torres del Paine eu vou, porém não sei quais outros valem a pena. Pode me indicar tbm?

    Vlw

  11. 2 de maio de 2016 at 03:35 — Responder

    […] ou seguir viagem pelo Aeroporto de El Calafate, pra não ter que voltar tudo até Punta Arenas. Não descarte uma passada em Ushuaia, já que está ali tão […]

  12. 2 de maio de 2016 at 03:35 — Responder

    […] ou seguir viagem pelo Aeroporto de El Calafate, pra não ter que voltar tudo até Punta Arenas. Não descarte uma passada em Ushuaia, já que está ali tão […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *