Home»Histórias»Jessica Watson, a Penélope dos Oceanos

Jessica Watson, a Penélope dos Oceanos

0
Shares
Pinterest Google+

Você tem 16 anos e em um belo dia acorda e decide dizer a seus pais que vai dar uma viajada! Bom, até ai tudo bem, uma notícia normal até você falar que essa viagem será uma volta ao mundo de 38 mil km em um veleiro e pra completar você diz que irá sozinho. Jessica Watson fez. Essa história é de 2010, mas achei super interessante escrever aqui.

Quem é Jessica Watson?

Jessica Watson nasceu em 1993 na Austrália. Ela e seus irmãos cresceram morando no barco da família e desde pequena o seu pai lhe dava aulas de navegação em veleiro. Quando tinha 12 anos Jessica disse aos pais que queria dar a volta ao mundo navegando em um veleiro completamente sozinha. A ideia claro que assustou seus familiares, mas por fim eles concordaram e a ajudaram nesse sonho que se concluiria alguns anos seguintes.

A volta ao mundo num veleiro

Os preparativos para a aventura começaram em meados do ano de 2008, quando Jessica conseguiu um barco e com a ajuda de alguns profissionais da área ela o reformou e o deixou com tudo o que ela precisaria para a viagem. Após a reforma Jessica batizou o barco de Pink Lady, pois ele era completamente rosa. Jessica também teve que ter muitas certificações antes de partir, ela fez cursos como de segurança em alto mar e navegação em veleiro. Ela até chegou a bater em um navio cargueiro de 63 mil toneladas e recebeu muitas criticas por isso, mas que não foi suficiente para parar com seu sonho.

No dia 18 de outubro de 2009, com apenas 16 anos, ela finalmente partiu do porto de Sidney na Austrália para sua grande empreitada. Ela atravessou o pacifico, passou pela Linha do Equador, cruzou o Cabo de Hornos (lugar entre o extremo da América do Sul e Antártica conhecido por suas severas tempestades), Oceano Atlântico, África do Sul, Oceano Índico e por fim retornando a Austrália. Ao todo a aventura durou 210 dias e foi navegado 38.000 km. Foram quase 8 meses apenas comendo comida congelada e desidratada, tomando banho com água salgada, lavando a roupa no mar e durante esse período só viu 3 pontos de terra firme, mas as vezes ela se divertia na cozinha fazendo pães e cupckaes ou pescando em alto mar. Para completar a aventura ela estava proibida de descer em qualquer lugar com terra firme ou pedir ajuda para outros barcos, tudo que ela tinha era um rádio onde se comunicava com seus pais e ela só poderia pedir ajuda em alguma situação muito extrema.

Jéssica também disse que não foi fácil passar todo esse período sem ver gente, ela ligava para os pais por um telefone via satélite e confessa que sentia muito medo em algumas tempestades, ela chegou a pegar ventos de 130km, ondas de mais de 10 metros de altura e tempestades de raios violentas, seu barco foi virado por quatro vezes mas ela conseguiu superar. Apesar de tudo Jéssica se considera uma garota normal e diz gostar de fazer coisas de garota, como ir ao cinema, a praia, falar de garotos com suas amigas, a prova disso é que em meio as tempestades no Pink Lady ela ficava lendo a Saga Crepúsculo.

Jessica retornou a Austrália em 15 de maio de 2010, 210 dias depois da partida. Lá ela foi recebida por milhares de pessoas no porto da cidade que aplaudiram o seu feito, de se tornar a mais jovem garota a dar a volta no mundo em um veleiro. Por fim Jéssica ficou conhecida como a Penélope dos Oceanos e lançou seu livro “True Spirit”. Ela também ganhou alguns prêmios como o “Spirit of Sport” da Sport Australia Hall of Fame e o “2010 Adventurers of the Year” pela National Geographic Society. Hoje viaja pelo mundo para divulgar seu livro que já virou best-seller na Austrália além de dar palestras sobre motivação.

Mais informações você pode conferir na página oficial da garota.

Comente pelo Facebook

comentários

Post anterior

Não esqueça o adaptador de energia!

Próximo post

Será que sou doente?

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *