0
Shares
Pinterest Google+

Torres del Paine é um parque natural chileno localizado na região de Magalhães e Antártica chilena, resumindo, Patagônia. É considerado um dos parques mais impressionantes do Chile. Foi fundado em 1950 e declarado patrimônio da UNESCO em 1978 e lá fui eu conhecer.

Como chegar a Torres del Paine?

São diversas as maneiras de ir até lá. Existem 2 cidades que são pontos de partida para o parque, são El Calafate na Argentina e Puerto Natales no Chile. Eu sai de El Calafate e fiz um Full Day no parque, ou seja, não fui para fazer nenhum trekking ou acampar, apenas um passeio guiado de 1 dia, isso porque eu não tinha tempo suficiente para os trekkings. Eu fechei esse passeio com a empresa South Road num valor de AR$677,00 + taxa de entrada no parque de USD30,00, aconselho a levar uns dólares trocado, eu estava sem nenhum e tive que pagar a taxa em peso argentino numa péssima cotação que deu ai AR$360,00. De El Calafate até a entrada do parque são cerca de 2 horas de viagem. Atualmente existem 2 caminhos, esse mais curto que fiz e um bem mais longo, a diferença é que no mais curto você pega estrada de chão e no mais longo apenas asfalto. Fica a seu critério qual pegar.

Chegada no parque
Chegada no parque

Os trekkings em Torres del Paine

O parque Torres del Paine é gigantesco e existem diversos tipos de atividades para os amantes de trilhas e trekkings. O mais famosa é o circuito W, que leva em torno de 4 dias para se completar, outro mais complexo é o circuito O que leva em torno de 8 dias e nele você dá a volta na montanha. Ambas as trilhas exigem que a pessoa tenha um bom condicionamento físico. Não vou falar muito dos trekkings aqui pois não os fiz.

O Full Day em Torres del Paine

O pessoal da empresa passa cedinho no lugar que você está hospedado para te buscar. Vale lembrar que no caminho tem que passar pela fronteira Argentina/Chile, mas é super tranquilo, então não esqueçam de levar identidade e passaporte.

Nesse passeio da South Road já é incluso um lanche, mas nada de luxuoso, vale levar uns petiscos para não passar fome. Depois do processo de cruzar as fronteiras cheguei no primeiro mirante do parque, e a paisagem é de tirar o fôlego. Parada obrigatória para algumas fotos né, mas só de cima, chegar perto dos lagos é proibido, por causa da degradação. Aquela montanha maior coberta de neve é o Paine Grande e do lado dela tem mais 3 torres feitas de granito e são conhecidas como Los Cuernos ou Torres del Paine.

Paine Grande e Los Cuernos
Paine Grande e Los Cuernos
Paine Grande e Los Cuernos
Paine Grande e Los Cuernos

Dali embarcamos no ônibus de novo e fomos para a Portería Laguna Armarga, que é uma das portas de entrada do parque, lá é entregue alguns mapas e partimos. De lá fomos até El Salto Paine que é uma cachoeira que tem lá, mas muito bonita. Pra chegar nela nós fazemos uma pequena caminhada, foi até bom, pois o dia, apesar de começar a ventar, estava bem quente, então deu até pra suar na caminhada. Chegando na cachoeira o vento ficou mais forte e a água molhava tudo, que refrescava um pouco. O local é bem amplo e tem como ver a cachoeira bem de pertinho, ficamos ali por um certo tempo, apreciando a paisagem e tirando fotos, mas como o passeio é de agência não dá pra ficar em um só lugar, depois da pausa entramos de novo no ônibus até um lago de um nome quase impronunciável.

El Salto Paine
El Salto Paine

Nordenskjöld, sim, esse nome mesmo, quase impronunciável, mas é o nome do lago que fica mais ao fundo da foto, não dá pra ver bem mas ele tem às águas mais azuis que já vi. Ele leva esse nome depois que o Suíço Otto Nordenskjöld o descobriu no século XX e o diferencial dele mesmo é a tonalidade das cores. Depois de uma parada rápida para ver de longe, nós fizemos uma outra caminhada para chegar em um local onde era possível ter uma visão melhor da montanha Los Cuernos, nessa caminhada o tempo fechou do nada e começou a ventar muito forte, uns 90km por hora. O guia começou a explicar o surgimento daquele lugar, ele disse que a milhares de anos atrás tudo isso era coberto pelo mar, quando ele secou as formações geológicas formaram a Cordilheira dos Andes e que todas essas montanhas hoje ai, antes estavam debaixo da terra. Na montanha da foto é possível ver uma coloração diferente que eles chamam de “Chocolate, Doce de Leite e Chocolate”.

Lago Nordenskjöld lá no fundo
Lago Nordenskjöld lá no fundo
O alfajor de pedra! Chocolate, Doce de Leite e Chocolate.
O alfajor de pedra! Chocolate, Doce de Leite e Chocolate.

Em 2004 o parque sofreu um grande incidente, quando boa parte dele foi queimado após um turista ter se descuidado com uma ponta de cigarro, por isso é extremamente proibido pra quem vai acampar fazer fogueiras no parque. Do Lago Nordenskjöld nós fizemos uma caminhada até o Salto Grande, a caminhada teria até sido fácil se não fosse os fortes ventos do lugar, eles chegaram de 90 a 100km/h, coisa que eu nunca tinha visto na vida e se não tivesse cuidado ao andar era fácil de cair no chão (ou sair voando, como preferir).

Por fim visitamos a Hosteria Pehoé, quer dizer, só a vimos de um mirante. A hosteria é como se fosse um hotelzinho numa ilha do Lago Pehoé, que por sinal tinha uma água com uma cor linda. De lá tem como ter toda visão do Lago Pehoé e das montanhas, mas que se o tempo estivesse mais limpo ficaria melhor ainda.

Salto Grande
Salto Grande
Hosteria Pehoé
Hosteria Pehoé

O parque Torres del Paine tem uma área de 242 mil hectares com montanhas, rios, lagos, cachoeiras e geleiras, acho que no passeio de 1 dia é possível ver muita coisa mas que não chega a ser nem 10% do parque completo. Por fim eu aconselho muito ir ao parque, seja para fazer as trilhas ou só conhecer em 1 dia, pois vale muito a pena e é uma experiência única.

Comente pelo Facebook

comentários

Post Anterior

71 países de carona

Próximo Post

Fim do visto entre Brasil e México

62 Comments

  1. Felipe Gomes
    19 de Maio de 2013 at 00:34 — Responder

    Legal teus relatos. Acompanhando. Gosto tbm dos vídeos: a mescla de dados histórico-geográficos com os da viagem, a agradável soundtrack e as belas imagens vem bem a calhar. Só uma sugestão: compra um tripé bem leve pra te acompanhar e servir de referencial pra hora q vc aparece. Assim vc ganha em qualidade nos vídeos e não dá uma sensação ‘agoniante’ no espectador! Flw!

    • Tô Longe de Casa
      19 de Maio de 2013 at 02:38 — Responder

      Obrigado pela dica Felipe!

  2. Josete
    27 de setembro de 2013 at 18:54 — Responder

    Olá, me diz uma coisa, quando vc fez essa viagem?

    • Leonardo Lima
      27 de setembro de 2013 at 21:23 — Responder

      Olá! Eu fui em Abril deste ano!

  3. Cris
    4 de novembro de 2013 at 16:51 — Responder

    Adorei seus relatos!! Obrigada pelas dicas!!

  4. 5 de novembro de 2013 at 17:19 — Responder

    Irei em dezembro com meu marido e meu bebê de 11 meses para Ushuaia e El Calafate, estou pensando em fazer este passeio até Torres del Paine. Tu que já fizeste o passeio desde El Calafate, achas que é tranquilo para irmos com nosso bebê?

    • 6 de novembro de 2013 at 00:31 — Responder

      Oi Rochele! Olha, depende muito, as rajadas de vento lá são fortíssimas e frias mas o clima varia muito, um dia pode estar assim e outro não! Mas você tem a opção de ficar dentro do ônibus quando quiser!

  5. 12 de dezembro de 2013 at 13:41 — Responder

    Oi Leonardo!
    Adorei o post, estou indo para lá semana que vem e as dicas serão muito úteis.
    Só fiquei com uma dúvida, você pagou a entrega do parque diretamente em pesos argentinos ou foi para a agencia?
    Vi em alguns lugares que na entrada do parque só aceitavam pesos chilenos e estou em dúvida se compro aqui ou deixo para trocar lá.
    Obrigada!

    • 12 de dezembro de 2013 at 16:06 — Responder

      Oi Angélica!

      Então, se você for por conta própria lá no parque terá que pagar em pesos chilenos. Eu fui com uma agência de El Calafate para fazer o Full Day, pois só tinha 1 dia disponível. Se vc for com alguma agência de Calafate vai ter a opção de pagar em Dólar, Peso Argentino e Peso Chileno, sendo que o que mais vai compensar é o pagamento em Dólar, como só tinha Peso Argentino tive que pagar nessa moeda com uma cotação péssima.. sai no preju!

  6. josete
    12 de dezembro de 2013 at 14:19 — Responder

    Olá voltei de lá ha 10 dias, o parque aceita pesos chilenos e dolar.

    • gellly
      12 de dezembro de 2013 at 14:48 — Responder

      Obrigada Josete!!

  7. 27 de Janeiro de 2014 at 18:40 — Responder

    Oi, li relatos que não indicam fazer o passeio bate e volta de calafate porque a viagem é cansativa. Uma cara disse que são 5 horas indo + 5 voltando e lá só ficamos por 2h30. Fiquei confusa lendo o seu relato.

  8. Paola
    18 de Fevereiro de 2014 at 17:34 — Responder

    Olá, achei muito bom seu relato. Gostaria de saber quanto tempo é o passeio por dentro do parque?

    • 19 de Fevereiro de 2014 at 21:35 — Responder

      Oi Paola! O passeio lá dentro dura por volta de 3 a 4 horas!

  9. 21 de Fevereiro de 2014 at 10:26 — Responder

    Olá! São 2h de viagem até lá? Você gostou da agência? Estou indo na próxima semana e estava agendando passeios com essa agência. Obrigada

    • 21 de Fevereiro de 2014 at 12:39 — Responder

      Oi Julia! Isso, são mais ou menos umas 2 horas de viagem até lá, mas passa rapidinho! Gostei sim, o carro deles é ótimo, eles te buscam e te pegam na porta do lugar que você estiver hospedada e explicam tudo sobre o parque! Eu aconselho muito!

  10. Paola
    7 de Março de 2014 at 16:34 — Responder

    Olá,
    Outra coisa que esqueci de perguntar, vi alguns comentários sobre demora na fronteira por causa da imigração. Quanto tempo leva isso???

    • 8 de Março de 2014 at 10:57 — Responder

      Então Paola, vai depender da quantidade de gente que tiver no seu tour e se você encontrar com algum outro grupo que já esteja lá! Quanto mais gente mais demorado vai ser! Acho que quando fui passei mais ou menos de 10 minutos na fronteira da Argentina e uns 25 minutos na do Chile, porque lá a gente para em um Café para comprar coisas!

  11. Eliana
    27 de Maio de 2014 at 20:47 — Responder

    Oi, pessoal!
    Fizemos o passeio de um dia saindo de El Calafate a Torres del Paine na primeira quinzena de fevereiro de 2014. Saímos do hotel às 06h30,ficamos na aduana por cerca de 2 horas , pois a fila era muito grande , e chegamos a TDP em torno das 12h. A tempo da volta foi praticamente o mesmo, tb havia muita fila. Saímos de TDP às 19h e chegamos em Calafate era quase meia noite. O passeio é lindíssimo ! Para nós, a parte mais bonita da viagem, desde Ushuaia, mas é realmente cansativo para um bate e volta. Se você vai com crianças pequenas ou idosos, fica bem complicado. Neste caso, o melhor é se hospedar por lá.

  12. Karoline
    23 de julho de 2014 at 22:46 — Responder

    Adorei seu post. Pretendo fazer o circuito W mas agora vi que meus amigos que tem menos tempo de férias que eu tambem pode sentir o gostinho das Torres del Paine!
    Tambem gostei muito das fotos, qual camera vc usou?

    • 23 de julho de 2014 at 23:00 — Responder

      Sim!! A velha desculpa de “não vou ter tempo” não cola mais em Torres del Paine!! Usei uma simplesinha Karoline, levei uma Samsung ST64.. essas cybershot sabe!!

  13. Camila
    24 de julho de 2014 at 07:15 — Responder

    Leonardo. Me ajuda a decidir algo?
    Estamos em 4 pessoas, todas dirigem.
    Estamos bem tendenciosos a alugar um carro e ir por conta. Além de bem mais barato, podemos fazer tudo no nosso tempo.
    O que achas?
    Obrigada!

    • 24 de julho de 2014 at 12:26 — Responder

      Oi Camila! Eu acho a ideia ótima! Com o carro fica melhor pois você não fica na correria de ver os locais como é com a agência de passeio. Só não fui de carro porque estava sozinho! E o melhor, vocês ainda podem se revezar para dirigir!

  14. Carlos Eduardo
    10 de agosto de 2014 at 17:53 — Responder

    Sem palavras pra esse pico, irei em breve. Belas fotos!

  15. Leonardo Verza
    28 de agosto de 2014 at 00:29 — Responder

    Grande Leonardo, parabens pelo blog! Bro, to programando essa trip e infelizmente tempo terei que otimizar ao MAXIMO. Vou praticamente passar 2 dias inteiros em El Calafate, pensei em 1 dia Perito Moreno e no outro esse passeio que vc fez de torre del paine. Penso que sao os 2 principais, certo? Em relacao ao carro, nao entendi a logistica. vi em alguns blogs q o trajeto demora 5hrs para ir mais 5 para voltar. Estamos considerando a ideia do carro, pode acessar o Parque de carro? Nao e necessario um guia? Obrigado

    • 28 de agosto de 2014 at 13:12 — Responder

      Eai xará! Então, se você vai ter 2 dias inteiros o indicado é fazer o Perito Moreno em um e o Full Day em TDP em outro, já que esses passeios levam um dia inteiro e são os principais que saem de El Calafate.

      O trajeto saindo de El Calafate até a entrada do parque dura cerca de 2 horas pra ir e pra voltar, já o percurso que você fará lá dentro fica a critério, talvez esses blogs tenham somado a duração do passeio. Não precisa de guia para ir de carro, lá na portaria eles vão te dar um mapa após você pagar a entrada, dai você pode rodar lá a vontade!

  16. Orlando Minieri
    4 de setembro de 2014 at 18:41 — Responder

    Olá Leonardo

    Ótimas dicas nesse seu post, parabéns, só gostaria de saber de esse seu bate-volta para Torres Del Paine foi por Puerto Natales? Parece que existe outro caminho por cima, também saindo no parque, é isso? Poderia me informar o caminho usado, mais ou menos. Já te agradeço antecipado e um forte abraço.

    • 4 de setembro de 2014 at 20:43 — Responder

      Oi Orlando! Eu fui por El Calafate, cerca de 2 horinhas de viagem! Tem o caminho por Puerto Natales também, mas esse eu já não conheço!

  17. Herica
    7 de setembro de 2014 at 16:23 — Responder

    Valeu Leonardo pelas dicas do full day em Torre Del Paine.Estarei indo para El calafate em dezembro e com certeza farei este passeio.Além do passeio do glaciar perito moreno,qual o outro passeio você indicaria saindo de El Calafate?

    • 7 de setembro de 2014 at 23:51 — Responder

      Oi Herica! Então, em Calafate fiz apenas o Perito Moreno, mas tem muito outros passeios lá, tipo navegação nos glaciares, andar de caiaque, cavalgada em vales patagônicos, mas são passeios um pouco caros, tem que chorar por um desconto!

  18. Cheila
    21 de setembro de 2014 at 13:23 — Responder

    Leonardo, parabéns pelo blog. Iremos a El Calafate em outubro, num grupo de 8 pessoas. Pelos relatos que eu tinha lido, não valia a pena fazer o Full Day a TDP, mas como queremos muito conhecer, agora que li a distância em seu blog, vamos fazer certo!!!!! Muito obrigada!!!
    Abraço e tudo de bom pra ti!

  19. 5 de novembro de 2014 at 17:07 — Responder

    Gostei de seu relato, pretendo viajar próximo ano para El Calafate, e quero fazer este passeio para Torres del Paine em um dia, qualquer aventura para ter o privilegio de conhecer este paraiso vale a pena.
    Só uma duvida, em setembro é viável ?

    • 5 de novembro de 2014 at 20:53 — Responder

      Oi Eduardo! Setembro ainda é inverno e pode ser que o passeio esteja fechado devido a quantidade de neve, pois no inverno um monte de atrações lá fecha, mas vai depender muito do clima.

      • 6 de novembro de 2014 at 09:32 — Responder

        Agradeço pela resposta, mas no mesmo mês de setembro/15, posso fazer o passeio no glaciar Perito Moreno ? se for impossível fazer o mini trecking em virtude do clima, existe o passeio nas passarelas ?
        Quero pelo menos ver de perto o gigante gelado e registrar em fotos.

        • 6 de novembro de 2014 at 13:14 — Responder

          Oi Eduardo! O Minitrekking não garanto por causa do excesso de neve, mas o das passarelas ficam abertas sim, a menos que tenha uma tempestade de neve, fora isso dá pra ver pelas passarelas.

  20. 5 de novembro de 2014 at 17:10 — Responder

    Amigo, a partir de El Calafate, quanto custa o passeio para Torres del Paine ?

    • 5 de novembro de 2014 at 20:56 — Responder

      Está descrito ai no relato Eduardo, na época que fui custava 677,00 pesos argentino + taxa de entrada. Hoje deve tá mais caro.

  21. Gabriel Gondim
    23 de novembro de 2014 at 22:01 — Responder

    Leonardo, na ida para Torres del Paine saindo de El Calafate, qual lado do ônibus é melhor ficar para ver melhores paisagens na estrada, direito ou esquerdo ?

    • 24 de novembro de 2014 at 00:12 — Responder

      Oi Gabriel! Os dois lados para te falar a verdade srsr. A caminho de Torres del Paine o melhor lado é o direito, dele vc vai ver as montanhas e as torres aparecerem lá no horizonte. Depois que entrar no parque o melhor lado será o esquerdo, onde vão aparece boa parte dos lagos. Se der pra ficar trocando de lado será melhor ainda! =)

      • Gabriel
        1 de dezembro de 2014 at 10:54 — Responder

        Obrigado pela dica !

  22. 1 de dezembro de 2014 at 09:24 — Responder

    Bom dia amigo.
    Mais uma vez venho tirar uma duvida com você, estou esperando a agencia de viagens disponibilizar os pacotes para a segunda quinzena de 2015, pretendo conhecer El Calafate e TDP, como pretendo fazer o minitrecking no Perito Moreno e fazer o trajeto para TDP, quero viajar em uma época que seja possível, e conciliar com meu período de férias, pode ser feito em outubro ?

    • 1 de dezembro de 2014 at 10:50 — Responder

      Oi Eduardo! Outubro é o começo da melhor época para visitar a região. Os períodos de Novembro a Abril são os melhores pois é começo e fim de verão.

  23. Cintia Gomes
    8 de Janeiro de 2015 at 20:22 — Responder

    Oi, essas suas fotos são de Maio?

  24. Juliana
    24 de Janeiro de 2015 at 21:41 — Responder

    Olá Leonardo, parabéns pela iniciativa de dividir suas dicas. Estou de viagem marcada saindo de BUENOS AIRES dia 09 de fevereiro para EL CALAFATE e dia 14 de fevereiro para USHUAIA, ate dia 21 de fevereiro, gostaria de visitar TORRES DEL PAINE, e sua dica de fazer um Full Day no parque foi de grande ajuda pra nós, a principio tinha pensado em ir de ônibus regular, não sei a diferença de valores, mas a comodidade e praticidade de parar em pontos estratégicos no parque guiados, acho q vale a diferença. grande abraço

    • 25 de Janeiro de 2015 at 04:21 — Responder

      Oi Juliana! Pois é, ir de bus é complicado pois ele te deixa na portaria e vc tem que fazer tudo a pé.. e não rola, tem que ter ao menos um carro ali. Ir com o Full Day é bem mais prático! 😉

  25. Tatiani
    20 de setembro de 2015 at 23:11 — Responder

    Olá Leonardo, tudo bem?

    Estou com passagem comprada para janeiro (el calafate 9-13 e ushuaia 13-18) gostaria de dicas? Vc comprou os passeios tds lá?

    Obrigada

    • 28 de setembro de 2015 at 11:59 — Responder

      Oi Tatiani, desculpe a demora em responder, estava em uma viagem! Então, eu reservei os passeios pelo hostel que eu fiquei e chegando lá eu apenas paguei, era mais garantia de conseguir vaga, pois são passeios bem requisitados! 😉

  26. 30 de setembro de 2015 at 11:08 — Responder

    Fiz agora em setembro, Bariloche e alguns passeios a San Martin de Los Andes, Vila la Angustura e Cerro Tronador, além é claro dos passeios tradicionais a Cerro Catedral, Circuito Chico e Isla Victoria, espero em setembro/16 conhecer El Calafate e Torres del Paine, suas dicas ajudaram bastante.

  27. NAYHARA RAMALHO CARNEIRO GENTIL _
    27 de junho de 2016 at 00:22 — Responder

    olá, estou pensando em fazer um full day para TDP, esses valores estão em pesos? Você voltou para El Calafate depois?

    • 1 de julho de 2016 at 15:44 — Responder

      Oi! Eu paguei em pesos argentinos pois comprei o tour em El Calafate. Fiz tudo em um dia.. sai bem cedinho e volta de tardezinha!

  28. Maurício Conti
    11 de julho de 2016 at 01:30 — Responder

    Olá … como faço pra descobrir se está havendo passagem entre Calafate e Torres del Paine e de Calafate a El Chalten em pleno mes de Julho ??? Pretendo ir no final do mes mas não sei como está o tempo (se as estradas estão ou não bloqueadas)

  29. Guilherme
    12 de agosto de 2016 at 11:40 — Responder

    Amigo, neste passeio nao esta incluso chegar ate a base das torres del paine? ser aq existe algum passei ate a base das torres em um dia?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *