Inicio »América do Sul»Argentina»Um resumão de Buenos Aires

Um resumão de Buenos Aires

0
Shares
Pinterest Google+

Ah Buenos Aires, só quem foi sabe o quão bom é aquela cidade, há quem não goste devido a rivalidade futebolística entre Brasil e Argentina mas isso é porque ainda não conhece a terra dos hermanos. Minha viagem para Buenos Aires foi uma viagem de formatura, então não há muita essência mochileira. Estava eu e mais alguns amigos. Aqui eu vou dar um resumão sobre a cidade em geral.

Buenos Aires (1)

Não curto muito viajar com pacote mas como era viagem de formatura em grupo eu não tive outra opção. Comprei um pacote de 7 dias em Buenos Aires pela Boeing Turismo aqui em Brasília e saiu em torno de R$1.550,00, só que isso foi em julho de 2010, então os preços devem ter mudado! Por esse pacote estava incluso apenas o aéreo + translado do aeroporto + hospedagem, fiquei no Hotel Waldorff na Calle Paraguai que mais tarde se chamaria Hotel Orloff por meus amigos cachaceiros. Cheguei em Buenos de madrugada e ali mesmo fui dar uma volta pelas redondezas do hotel e descobri a “25Horas” uma lojinha de conveniência que não fecha, logo fomos descoberto como brasileiros e o dono agiu de forma grosseira no atendimento, mas isso são casos esporádicos, os argentinos são muito receptivos.

Buenos Aires (3) Buenos Aires (4) Buenos Aires (6)

Em Buenos fomos atrás de uma lojinha de passeios que uma amiga tinha me indicado, ela falou que era perto do Obelisco, mas não tinha número e nem nome, então já viu como foi pra achar né! Depois de muito andar e já ter o contato com a vida corrida da capital portenha nós achamos a loja onde consegui um City Tour completo na cidade por AR$75,00 (R$28,00), se não me engano foi pela Buque Bus e é um tour bem interessante, eles te dão um bilhete de ônibus que passa de 30 em 30 minutos, esse bilhete é válido por dia e te da acesso aos ônibus quantas vezes quiser, por exemplo, o ônibus para em certo ponto turístico e você pode descer, ele vai embora e em 30 minutos passa outro no mesmo ponto e assim é em todos os locais turísticos.

Buenos Aires (13)

Uma dica bem simples em Buenos é evitar andar de táxi, apesar de “barato” o trânsito de lá tá quase ali com o de São Paulo, você vai passar mais tempo no táxi do que conhecendo a cidade que por sinal é plana, então dá pra andar a pé bastante e sem cansar. É bom andar de ônibus por lá também, bem fácil e barato, custa cerca de AR$1,10 (R$0,42). Bom, voltando ao city tour, ele passa por diversos locais como Plaza de Meyo, Obelisco, Caminito, La Boca, Palermo, Puerto Madero dentre outros bairros e lugares e dá pra descer e ficar quanto tempo quiser lá, pois são lugares que pedem tempo, o bairro de Palermo por exemplo, lá tem o Rosedal e o Jardín Japonés, que são bosques imensos e lindos, dá pra ficar horas ali só observando, mas devo admitir que foi em Palermo que passei a maior friaca, o dia que eu fui estava muito frio e o ônibus do city-tour tava demorando por causa do trânsito, e os que passavam estavam cheios, ficamos de 15:00 até as 18:00 esperando numa friaca até que finalmente conseguimos sair de lá.

Buenos Aires (11)

Fomos na Calle Florida que é como uma 25 de março, só que mais organizada, não aconselho comprar muita coisa ali, pois é um local de grande fluxo de turista e eles aproveita para meter a faca nos preços, outra coisa que rola muito ali é roubo de carteira, eu e minha amiga passávamos por ali por volta das 18:00 e sem que ela visse bateram a carteira dela com documentos, passagens, dinheiro, tudo para que ela entrasse em desespero no meio da rua mesmo, foi muito tenso pois tive que leva-la aos prantos da rua até o hotel, depois do pior fizemos o B.O dela na delegacia e 1 dia depois ligaram no hotel avisando que haviam encontrado os documentos dela, recomendo ter muito cuidado em relação a isso lá.

Pertinho da Calle Florida fica a  Avenida 9 de Julio e vimos o famoso Obelisco, um dos principais pontos turísticos de Buenos Aires  lá também tem o Teatro Colón, enorme e bem bacana também, aconselho conhecer, quando fui ele estava em reforma, então nem pode visita-lo por dentro. Descendo um pouco chegamos ao bairro de Puerto Madero, um dos lugares mais refinados da cidade, é o bairro mais novo da cidade e o mais luxuoso também, tudo muito caro, mas bem bonito, aconselho a jantar ou passar a noite em uma das casas noturnas ali.

Buenos Aires (7)

No bairro de Retiro esta a “Plaza 25 de Mayo, Casa Rosada y Catedral” muito bom, aconselho ir a noite, é bem mais bonito, não pudemos entrar pois a casa é aberta para o público somente aos sábados e domingos, pra que não sabe lá é aonde mora a presidente da Argentina. A praça é bem bonita com umas fontes e tal, eu aconselho ir lá durante a noite pois é quando a casa realmente fica rosada, durante o dia ela é um salmon sem graça. Fomos também no bairro de La Boca, aonde fica o estádio de “La Bombonera”, lá praticamente tudo é sobre futebol  por causa do Boca Juniors Futebol Club.

Em La Boca mesmo fica “Caminito” um lugar ontem tem artesanato, restaurantes, lojas, é é bem legal lá, são casas totalmente coloridas, vale a pena ir lá. Este foi os principais lugares que fomos dentre outros. No bairro de Recoleta está localizado diversas praças e o cemitério de Buenos Aires e por incrível que pareça é um dos principais pontos turísticos da cidade, lá tentamos assustar umas gringas dos Estados Unidos mas foi frustrante… uma curiosidade é que todos os caixões lá ficam expostos para o público ver, e é lá que está o túmulo de Evita Perón, idolatrada pelos argentinos. Em Recoleta também existe uma feirinha de artesanato bem legal e vários souvenirs para comprar.

Buenos Aires (10) Buenos Aires (12)

A cidade também tem diversos  restaurantes, mas todos com o prato principal, assado! Pra quem não sabe eles são meio que os pioneiros no churrasco, então tem carne em todo e qualquer restaurante, alguns tem até um assa-douro gigante no meio do restaurante aonde ficam aquelas costelas imensas sendo preparadas. Fui em um chamado “La Estância” num valor de AR$100,00 (R$38,00), mas era comida e bebida a vontade, me esbaldei ali, muito bom mesmo. A comida argentina é tipicamente isso, churrasco, como os gaúchos aqui no Brasil, é muito difícil você encontrar um restaurante que venda uma comida self-service ou um arroz com feijão, se você vai com esse pensamento desista, depois de um tempo a gente enjoa de comer só isso, mas tem as outras opçõs, por exemplo, tem 1 McDonald’s e BurgerKing em cada esquina! Tem um outro restaurante meio abrasileirado digamos, é o Siga La Vaca, muito bom também!

Buenos Aires (8)

E claro, não podia deixar de conhecer a noite portenha. Fomos conhecer algumas baladinhas da cidade que é super badalada, primeiro fomos no Cassino Puerto Madero, a entrada é gratuita, mas não pode tirar foto e nem entrar de chapéu e boné, não sei porque! Ele também é conhecido como Cassino “Flotante” pois é construído dentro de um barco e fica flutuando nos diques de Puerto Madero, eu em particular não gostei muito pois lá dentro é fechado, abafado e todo mundo fuma, horrível  de lá fomos a uma boate chamada Ásia de Cuba que também fica no Puerto Madero, apesar de que a galera também fuma lá, o espaço é maior e ventilado, adorei, mas é uma boate que só dá brasileiro praticamente, como queria um contato maior com os nativos pesquisamos mais e encontramos outra, a Caix, que eu recomendo demais, lá não tinha nenhum brasileiro, só argentinos e argentinas, bebida barata e música boa, ficamos lá até o dia amanhecer. Existem outras como a Pacha Buenos Aires, que eu detestei, muito lotado mesmo e rolando uma maconha braba lá. Quem não é adepto não vai curtir.

Voltamos também a Ásia de Cuba e lá presenciamos uma cena um tão que não muito agradável  um casal simplesmente se pegando na pista, e quando eu falo “pegando” é que tava se pegando mesmo, nesse momento meu amigo Bruno contornou o salão rápido como um puma e tirou a foto bem na hora.

Buenos Aires foi isso basicamente pra mim, claro que muitas outras coisas aconteceram mas não dá pra descrever tudo, no fim depois tivemos que voltar a nossas vidas pacatas, mas valeu a experiência. Ano que vem vamos pra outro País e falarei as roubadas aqui.
.
.
Dicas para Buenos Aires
*Leve roupas de frio em Julho.
*Ande de Táxi somente se for necessário e pague com notas baixas, eles adoram passar troco com nota falsa.
*O real é bem valorizado lá, então não faça câmbio aqui no brasil procure casas de câmbio por lá, mas não faça câmbio nas ruas, vá sempre ao banco.
*Nada impede que você leve dólar que também é muito bom.
*Para os marmanjos, se pedirem pra você ir conhecer algo fujam, vão fazer você entrar num puteiro e ter que pagar um valor bem alto para sair e coagidos por dois seguranças com a aparência do Tevez, só que bem mais fortes.
*Cuidado com bolsas e carteiras nas ruas.
*Em restaurantes certifique-se se cobram 10% para o garçom ou 10% da casa.
*Dizem que as coisas são baratas lá, mas nem tanto, leve dinheiro reserva.

Comente pelo Facebook

comentários

Post Anterior

Tô Longe de Casa - Ep 01 - Foz do Iguaçu

Próximo Post

Fogareiro de baixo custo

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *