f

Get in on this viral marvel and start spreading that buzz! Buzzy was made for all up and coming modern publishers & magazines!

Fb. In. Tw. Be.
POST ATUALIZADO EM 24/11/2019

Um resumão de Buenos Aires

Ah Buenos Aires, só quem foi sabe o quão bom é aquela cidade, há quem não goste devido a rivalidade futebolística entre Brasil e Argentina, mas isso é porque ainda não conhece a terra dos hermanos. Minha viagem para Buenos Aires foi uma viagem de formatura, então não há muita essência mochileira. Estava eu e mais alguns amigos. Aqui eu vou dar um resumão do que fazer por lá.

 

Sobre Buenos Aires

A capital da Argentina está localizada às margens do Rio de La Plata e é considerada um dos portos mais movimentados da América Latina. Buenos Aires pode ser traduzida como “ventos justos” ou “bons ares”, mas o primeiro nome dado pelos fundadores no século XVI era “Real de Nuestra Señora Santa María del Buen Ayre”.

Buenos Aires é uma cidade multicultural , com vários grupos étnicos e religiosos. Diversas línguas são faladas na cidade, além do espanhol, contribuindo para sua cultura e o dialeto falado na cidade e em algumas outras partes do país. Isso ocorre porque, nos últimos 151 anos, a cidade e o país em geral receberam grandes milhões de imigrantes de todo o mundo.

Como chegar em Buenos Aires?

A resposta é simples; avião. A forma mais prática é voando até a Argentina, mas não podemos excluir as outras opções, pois há também ônibus que partem para Buenos Aires saindo de São Paulo. O trecho é longo, levam mais de 40 horas e os valores giram em torno de R$300,00 a R$450,00.

Quanto custa ir a Buenos Aires?

Não curto muito viajar com pacote turísticos, mas como era viagem de formatura em grupo eu não tive outra opção. Comprei um pacote de 7 dias em Buenos Aires por uma agência de turismo em Brasília e saiu em torno de R$1.550,00, só que isso foi em julho de 2010, então os preços devem ter mudado! Por esse pacote estava incluso apenas o aéreo + translado do aeroporto + hospedagem. Hoje um pacote similar está saindo por volta de R$2.500,00.

Táxi x Ônibus x A pé

Uma dica bem simples em Buenos é evitar andar de táxi. Apesar de “barato” o trânsito de lá tá quase ali com o de São Paulo, você vai passar mais tempo no táxi do que conhecendo a cidade, que por sinal é plana, então dá pra andar a pé bastante e sem cansar. Outro motivo também é que boa parte dos taxistas são picaretas e vão dar voltas e voltas contigo para ganhar mais. Você pode andar de ônibus por lá também, bem fácil e barato, custa cerca de AR$1,10 (R$0,42).

Visitando Buenos Aires

Chegando em Buenos Aires nós fomos atrás do ônibus turístico Hop on Hop off, também conhecido como Buenos Aires Bus. Existem vários pontos da cidade onde é possível comprar os tickets e os ônibus passam de 30 em 30 minutos. Na época em que fui o ticket custou AR$75,00 que davam R$28,00. Pesquisando os valores atuais achei por AR$1.300,00 ou R$90,00.

Calle Florida

Um dos primeiros lugares que conheci foi a Calle Florida, visto que meu hotel ficava ali perto. A Calle Florida que é como uma 25 de março, tem lojas de tudo quando é tipo, só que mais organizadas. Um desses lugares é a Galeria Pacifico, um shopping bem grande onde é possível achar de tudo. Não aconselho comprar muita coisa na Calle Florida, pois é um local de grande fluxo de turista e eles aproveita para meter a faca nos preços e cuidado com os batedores de carteira.

Uma amiga que estava no grupo foi furtada nessa rua. Eles levaram a carteira dela sem que ela percebesse. Tivemos que ir a polícia e fazer um BO. No dia seguinte acharam os documentos dela, porém sem o dinheiro é claro.

Avenida 9 de Julio, Obelisco e Teatro Colón

Pertinho da Calle Florida fica a  Avenida 9 de Julio, uma das maiores avenidas da capital e onde está localizado o famoso Obelisco, um dos principais pontos turísticos de Buenos Aires. Ele foi construído em 1936 para celebrar o 4º centenário da chamada primeira fundação de Buenos Aires.

Na mesma avenida  também tem o Teatro Colón. É um dos maiores teatros do mundo, sendo que também já foi considerado o mais belo também. Ele é enorme e bem bacana também, aconselho conhecer, quando fui ele estava em reforma, então nem pode visita-lo por dentro.

Puerto Madero

Descendo um pouco chegamos ao bairro de Puerto Madero, um dos lugares mais refinados da cidade, é o bairro mais novo de Buenos Aires e o mais luxuoso também. Tudo muito caro, mas bem bonito, aconselho a jantar ou passar a noite em uma das casas noturnas ali.

Para visitar a noite eu recomendo ir ao Cassino Puerto Madero, conhecido também como Casino Flotante, pois é construído dentro de um barco e fica flutuando nos diques de Puerto Madero. Outro lugar é uma casa noturna chamada Ásia de Cuba que também fica no Puerto Madero e é bem legal para ir.

 

Retiro e Plaza 25 de Mayo

No bairro de Retiro esta a “Plaza 25 de Mayo, Casa Rosada y Catedral” muito bom, aconselho ir a noite. Não pudemos entrar pois a casa é aberta para o público somente aos sábados e domingos, pra que não sabe lá é aonde mora a presidente da Argentina. A praça é bem bonita com umas fontes e tal, eu aconselho ir lá durante a noite pois é quando a casa realmente fica rosada, durante o dia ela é um salmão sem graça.

La Boca e El Caminito

Fomos também no bairro de La Boca, aonde fica o estádio de “La Bombonera”. Lá praticamente tudo é sobre futebol por causa do Boca Juniors Futebol Club. Em La Boca também fica o “Caminito”, um lugar ontem tem artesanato, restaurantes, lojas, é é bem legal lá, são casas totalmente coloridas, vale a pena ir lá. Eu já escrevi sobre o Caminito e você pode ler clicando aqui.

Recoleta e o Cemitério

No bairro de Recoleta está localizado diversas praças, lojas e feiras de artesanato. Um lugar inusitado que também está lá é o cemitério de Buenos Aires e que por incrível que pareça é um dos principais pontos turísticos da cidade. Uma curiosidade é que muitos dos caixões ficam expostos nos Mausoléus para o público ver, e é lá que está o túmulo de Evita Perón, idolatrada pelos argentinos. Para saber mais sobre o cemitério você pode clicar aqui.

Palermo e o Parque Tres de Febrero

Palermo é o maior bairro de Buenos Aires e é o destino para quem gosta de gastronomia, fãs de arte, viciados em compras. É um dos bairros mais familiares da cidade e onde está localizado o Parque Tres de Febrero onde estão o Jardim Japones, Rosedal. Com mais de 15 hectares, este enorme parque realmente tem tudo. O parque é lindo para explorar a pé ou de bicicleta.

Comendo em Buenos Aires

A cidade também tem diversos  restaurantes, a maioria tento como o prato principal o famoso Asado Argentino. Pra quem não sabe eles são meio que os pioneiros no churrasco, então tem carne em todo e qualquer restaurante, alguns tem até um assa-douro gigante no meio do restaurante aonde ficam aquelas costelas imensas sendo preparadas. Fui em um chamado “La Estância” num valor de AR$100,00 ou R$38,00, mas era comida e bebida a vontade. Pesquisando na internet vi que o valor hoje está em torno de AR$800,00 ou R$60,00.

Buenos Aires foi isso basicamente pra mim, claro que muitas outras coisas aconteceram mas não dá pra descrever tudo, no fim depois tivemos que voltar a nossas vidas pacatas, mas valeu a experiência.

Dicas rápidas para Buenos Aires

*Leve roupas de frio em Julho.
*Ande de Táxi somente se for necessário e pague com notas baixas, eles adoram passar troco com nota falsa.
*O real é bem valorizado lá, então não faça câmbio aqui no Brasil, procure casas de câmbio por lá, mas não faça câmbio nas ruas, vá sempre ao banco.
*Nada impede que você leve dólar que também é muito bom.
*Para os marmanjos: Se pedirem pra você ir conhecer um lugar diferenciado fujam, vão fazer você entrar num puteiro e ter que pagar um valor bem alto para sair e coagidos por dois seguranças com a aparência do Tevez, só que bem mais fortes.
*Cuidado com bolsas e carteiras nas ruas.
*Em restaurantes certifique-se se cobram 10% para o garçom ou 10% da casa.
*Dizem que as coisas são baratas lá, mas nem tanto, leve dinheiro reserva.
POST ATUALIZADO EM 24/11/2019

Comente pelo Facebook

comentários

Olá! Meu nome é Leonardo, tenho 29 anos, sou de Brasília - DF, mas moro na Europa há mais de 4 anos. O desejo de viajar somou com uma frustração que aconteceu e me fez sair do Brasil. Eu amo viajar, conhecer lugares, pessoas e culturas, tanto que resolvi criar o blog Tô Longe de Casa para poder compartilhar com as pessoas todas essas minhas experiências pelo mundo.

Postar um comentário

You don't have permission to register